Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-19T16:15:06-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Auxílio emergencial ‘turbinado’ irrita o mercado e Ibovespa recua mais de 3%; dólar e juros avançam

A agenda local está esvaziada neste início de semana, mas os investidores aguardam ansiosamente por um desfecho para a PEC dos precatórios.

19 de outubro de 2021
10:14 - atualizado às 16:15
teto de gastos se quebrando
Imagem: Andrei Morais/ Shutterstock

Uma notícia pegou os investidores em cheio antes da abertura do pregão desta terça-feira (19) e foi determinante para o mal estar que se instalou no mercado e que vem piorando ao longo do dia.

Sem uma solução definitiva para a criação do Auxílio Brasil, o governo federal pretende aprovar uma nova rodada do auxílio emergencial, mesclando o benefício com o futuro programa social e colocando parte do pagamento fora do teto de gastos. 

A situação das contas públicas não é nenhuma novidade, mas a solução encontrada pelo governo gera desconforto e derruba o Ibovespa em um dia de otimismo no exterior. Na parte da tarde, a situação se deteriorou ainda mais com rumores de que a pressão populista do Executivo leve a uma nova debandada da equipe técnica do ministério da Economia e com a confirmação de que o lançamento do programa será feito nesta tarde.

O principal índice da bolsa brasileira vem renovando as mínimas do dia. Por volta das 16h, a forte queda era de 3,83%, aos 110,040 pontos. 

Com o mau humor generalizado, somente duas ações do índice operam em alta — as units da Getnet (GETT11) dão continuidade ao movimento visto ontem, na estreia dos papéis, e as ações da resseguradora IRB, após a companhia anunciar o seu novo diretor financeiro e de relações com investidores.

Mesmo com o leilão de US$ 500 milhões à vista pelo Banco Central, o risco interno impulsiona a moeda norte-americana para as máximas. No mesmo horário, o dólar à vista subia 1,56%, a R$ 5,6063.

Contabilidade criativa

De acordo com o Broadcast, o pagamento de benefícios para 2022 deve somar parcelas de R$ 400 por mês, sendo que, do total, R$ 100 ficariam fora do teto de gastos

Segundo a regra que limita o aumento das despesas à inflação, o Auxílio Brasil deve contar com um orçamento de R$ 35 bilhões, o que permite parcelas de R$ 194,45 para 17 milhões de beneficiários. O repasse complementar de R$ 100 deve ser pago com os recursos de R$ 89 bilhões provenientes da aprovação da PEC dos precatórios, que estava previsto para entrar hoje em debate e votação na comissão especial da Câmara, mas foi adiada.

Por fim, outros R$ 100 ficariam fora do teto e o valor deve chegar aos beneficiários a partir de dezembro. O esperado é que a aprovação da reforma do Imposto de Renda também abra mais espaço no orçamento para o pagamento desses benefícios, mas o texto segue travado no Senado. O relator da proposta, Angelo Coronel (PSD-BA), avisou que não dá para fazer o relatório sob pressão e “na pressa que eles querem”.

Coronel já afirmou que deve tirar a proposta de taxação de lucros e dividendos, mas a fala, positiva para o mercado, foi ofuscada pelo auxílio emergencial fora do teto. O governo deve buscar outras formas de arrecadação para pagar o benefício.

Para Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, a permanência de Paulo Guedes na pasta da Economia pode frear as pretensões populistas do presidente de aprovar um auxílio que extrapola os gastos do governo. 

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), já se declarou favorável aos gastos em detrimento das regras fiscais, o que pode facilitar os planos de Bolsonaro para as eleições do ano que vem. Por outro lado, o mercado deve seguir pressionado com as constantes ameaças ao teto de gastos, como ocorreu com a curva de juros no pregão de ontem (18).

A situação não pressiona apenas o dólar, mas também os juros, que voltam a operar em forte alta. Confira:

  • Janeiro de 2022: de 7,39% para 7,50%
  • Janeiro de 2023: de 9,44% para 9,76%
  • Janeiro de 2025: de 10,36% para 10,74%
  • Janeiro de 2027: de 10,71% para 11,10%

Sem carona

Enquanto os ativos domésticos sucumbem com o peso de mais incertezas fiscais, o exterior vive mais um dia positivo. Ontem os investidores olharam para dados macroeconômicos piores do que o esperado, mas hoje o foco volta a ser a temporada de balanços.

As companhias americanas seguem apresentando resultados acima do esperado, indicando uma recuperação mais robusta no terceiro trimestre, o que leva as bolsas americanas a apresentarem ganhos, o que reflete também na Europa e fez com que os índices asiáticos fechassem em alta durante a madrugada.

Sobe e desce do Ibovespa

Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
GETT11Getnet unitsR$ 9,8127,07%
EGIE3Engie ONR$ 38,930,75%
CPLE6Copel PNR$ 6,770,15%
IRBR3IRB ONR$ 5,230,19%

Confira as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
CIEL3Cielo ONR$ 2,47-5,36%
CYRE3Cyrela ONR$ 17,27-5,16%
MRVE3MRV ONR$ 11,84-5,13%
LWSA3Locaweb ONR$ 21,91-4,70%
AZUL4Azul PNR$ 32,80-4,54%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

IPO do Nubank, como driblar os impostos e onde investir o 13º salário: confira os destaques da semana

Nada é pior para um ansioso do que a incerteza. E o mercado, ultimamente, vem sendo marcado por uma forte onda de incertezas, vindas de todos os lados. Os preços dos ativos respondem a isso com volatilidade, e não há muito o que fazer a não ser manter a calma, focar nos fundamentos e aguardar […]

Clube anti-cripto

China acertou ao banir o bitcoin? Braço direito de Warren Buffett diz que as criptomoedas nunca deveriam ter sido inventadas

A aversão de Charlie Munger pelo bitcoin cresceu ainda mais durante a pandemia; para o bilionário, o criptoativo é “repugnante”

COMEÇAR TUDO DE NOVO

‘Um dos textos mais horríveis que já tramitaram’: relator da reforma do Imposto de Renda defende arquivamento da proposta

Angelo Coronel (PSD-BA) defende a criação de um novo texto para votação no Senado após ampla discussão com os setores que mais pagam impostos

VEM LEI POR AÍ?

Bitcoin (BTC) no Congresso: Projeto de lei coloca BC como regulador de exchanges e imposto zero para mineração por fontes renováveis

O relator do projeto enviou parecer para a Comissão de Assuntos Econômicos, que pediu mais tempo para analisar as propostas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies