Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-23T11:38:20-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Entre a cruz e a espada

Bitcoin se aproxima da ‘Cruz da Morte’: O que isso significa para a criptomoeda?

O bitcoin tocou essa linha imaginária no último final de semana, o que deve determinar o futuro da moeda para os próximos meses

22 de junho de 2021
13:23 - atualizado às 11:38
bitcoin, death cross, morte, fim ,queda, criptomoeda
Imagem: Shutterstock

Quem está acompanhando o bitcoin sofrer para se manter nos US$ 30 mil já deve estar pessimista com o futuro da criptomoeda. E agora, os especialistas também estão.

Com a proximidade de um ponto da “Cruz da Morte”, o bitcoin pode amargar mais dias de queda. 

Death Cross

O ponto de virada foi tocado no último final de semana. A chamada “Cruz da Morte” (“Death Cross”, em inglês) é uma linha teórica imaginária traçada no gráfico de preços do bitcoin para se tentar determinar os próximos movimentos da criptomoeda. 

Funciona assim: é traçada uma linha com a média de preço dos últimos 200 dias e outra linha com a média de preço dos últimos 50 dias. Quando a linha dos 50 cai abaixo da dos 200, a figura gráfica é chamada de “Cruz da Morte”. Especialistas afirmam que esse é um ponto que costuma indicar a queda iminente da moeda.

A linha laranja representa a média de preço dos últimos 200 dias, enquanto a linha azul é uma média dos últimos 50 dias. Fonte: Tradingview

A desvalorização do bitcoin dos últimos dias fez a linha dos 50 dias cruzar a de 200, e especialistas já projetam que a criptomoeda pode recuar, agora, até os US$ 20 mil

Histórico

A última Cruz da Morte ocorreu em março de 2020, depois que o bitcoin caiu quase 60% em um período de seis dias e pouco antes de começar uma alta histórica de mais de 1.000% no ano seguinte.

Outras vezes que a Cruz da Morte apareceu foi em dezembro de 2019 e, três meses depois, a moeda despencou 70%, atingindo os US$ 20 mil. Em 2013, a primeira queda que ocasionou essa situação foi de 73% e, depois, foi sucedida por uma redução de mais 71%.

Apesar disso, Vitor Perim, do time de análise gráfica da Empiricus, recomenda cautela neste momento. Olhar o passado pode indicar uma tendência para o futuro, mas não garante que ela vá ocorrer.

O que pode acontecer, ainda, é que a rede tome decisões baseadas nessa análise, o que fará esse movimento acontecer eventualmente. Confira numa análise de longo prazo, feita no nosso Instagram, o que analistas esperam do futuro, após toda essa situação:

Além disso, é possível que o bitcoin não caia ainda mais, mas que a retomada para os patamares mais altos dos saudosos US$ 65 mil demore a chegar.

Apesar disso, os investidores de longo prazo estão aproveitando o momento de baixa para reduzir o preço-médio de seus bitcoins em caixa. André Franco, especialista em criptomoedas da Empiricus, acredita que esse é o momento para fazer o mesmo.

*Colaborou com esta matéria, Ney Pimenta, CEO da BitPreço

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Sondagem Industrial

Pandemia ainda afeta oferta e custo de matérias-primas, afirma CNI

O problema é mencionado por 68,3% das indústrias pesquisadas. Em seguida, a elevada carga tributária (34,9%) e a taxa de câmbio (23,2%)

Exile on Wall Street

Para ser faixa-preta nos investimentos é preciso ter a paciência japonesa

Na literatura de alocação de ativos, “momentum” é a tendência que um ativo tem de continuar subindo apenas porque… já vem subindo. Nos últimos 30 anos, dezenas de estudos acadêmicos e gestores sistemáticos praticantes têm validado a existência de um prêmio por momentum no mercado de ações. Contrariando o senso comum, seria possível ganhar dinheiro […]

MERCADOS HOJE

Com clima doméstico tenso e inflação, Ibovespa não acompanha otimismo de NY; dólar recua

A crise política segue pesando no cenário interno, com a reforma ministerial e os ruídos em Brasília

O melhor do seu dinheiro

O mercado de ações à brasileira, a expectativa contra a realidade dos investimentos e outros destaques

A expressão Made in Brazil já foi muito mais utilizada do que é hoje em dia. Trazia inclusive uma conotação de nacionalismo, de orgulho do que era produzido por aqui e fazia sucesso no exterior. E pesquisando sobre o termo, encontrei uma banda de rock brasileira, bastante importante na cena musical dos anos 1970, exatamente […]

Bitcoin para os ricaços

Milionários passam a ver bitcoin como uma proteção contra a inflação, segundo Goldman Sachs

Confira o que uma pesquisa da instituição financeira descobriu sobre o interesse de escritórios de milionários em criptomoedas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies