IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2020-01-21T10:00:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
na suíça

Trump diz que há negociações com outros países e que maioria das tarifas à China continua até ‘fase 2’

Em discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, o presidente dos EUA comemorou a assinatura da “fase 1” do acordo, na semana passada

21 de janeiro de 2020
9:54 - atualizado às 10:00
davos trump
Trump em Davos, 2018. - Imagem: World Economic Forum / Reprodução / Youtube

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a "maior parte" das tarifas comerciais impostas à China vai continuar em vigor durante as negociações da próxima etapa do acordo bilateral, conhecida como "fase 2", que começarão "muito em breve".

Em discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, Trump comemorou a assinatura da "fase 1" do acordo, na semana passada. "Nossa relação com a China neste momento nunca esteve melhor", destacou.

Ele lembrou que o acordo prevê que a China gaste cerca de US$ 200 bilhões adicionais em bens e serviços americanos, mas apontou que o montante pode chegar a algo próximo de US$ 300 bilhões.

O republicano também afirmou que sua administração tem mudado a postura do país em relação ao comércio, "talvez a mudança mais significativa" de seu governo, e que tanto o pacto com a China quanto o Acordo EUA-México-Canadá (USMCA), aprovado pelo Senado também na semana passada, são os "maiores acordos comerciais" já realizados.

Trump também destacou que os EUA concluíram um "ótimo" acordo comercial com o Japão e estão negociando outro com a Coreia do Sul, além de estarem em tratativas no âmbito do comércio com "muitos outros países". "Também estou ansioso para negociar um acordo comercial com o Reino Unido", disse.

'Boom econômico'

O presidente dos EUA ainda disse que o país está "no meio de um boom econômico que o mundo nunca viu antes". Os "ótimos números" da economia, acrescentou, ocorrem apesar da política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

Trump voltou a criticar o Fed por ter elevado juros "muito rápido" ao longo de 2018 e por os cortar "muito devagar" ao longo de 2019, quando a instituição realizou três reduções na taxa dos Fed funds, hoje na faixa entre 1,50% e 1,75%. Para 2020, a expectativa é de manutenção.

O republicano voltou a criticar o Fed por "obrigar" os EUA a competirem com países com taxas de juros negativas, como no caso da zona do euro. "Eles pagam para emprestar [dinheiro]", criticou.

Petróleo

Para Trump, os EUA não precisam mais importar energia de "produtores hostis". Ele afirmou que "encorajamos a Europa", uma das compradoras do petróleo produzido no Oriente Médio, "a usar a vasta oferta de energia" americana.

Trump também destacou "ótimos" números da economia americana, como a criação de empregos, que segundo ele ultrapassou a meta de dois milhões de novas vagas e chegou a sete milhões, e a queda na taxa de desemprego, que atualmente está perto dos menores níveis em 50 anos.

"Hoje, mostro o modelo da economia americana como um modelo para o mundo", disse. "Estamos criando uma economia que funciona para todos." O republicano também disse encorajar outras nações a seguirem o caminho de "desburocratização" de sua administração.

"Para cada regra criada, eliminamos oito", disse, em referência à flexibilização especialmente do mercado de trabalho.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Governo eleito

Alckmin avisa que anúncio de novo ministro da Fazenda está próximo

26 de novembro de 2022 - 16:11

Em evento com empresários, vice-presidente eleito prometeu ajuste fiscal permanente e conjunto de reformas

Troca ou devolução

Comprou na Black Friday e se arrependeu? Veja quais são seus direitos

26 de novembro de 2022 - 11:59

O excesso de compras para aproveitar as oportunidades da Black Friday podem se transformar numa ‘ressaca’ no cartão de crédito

Recomendação de compra

Cielo (CIEL3) já dobrou de preço, mas ainda pode subir mais de 50% na bolsa, diz Santander. Confira detalhes

26 de novembro de 2022 - 9:48

Analistas do banco veem a Cielo (CIEL3) com vantagem competitiva em relação a adquirentes como Stone e PagSeguro

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: PIB do 3º trimestre no Brasil e payroll nos EUA são destaques de semana cheia

26 de novembro de 2022 - 8:11

A agenda econômica estará carregada nesta semana, com dados importantes de atividade e inflação a serem divulgados no mundo

Aperte o play!

Só acaba quando termina: Lula talvez não consiga gastar tanto assim; como isso mexe com seus investimentos?

26 de novembro de 2022 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, PEC da Transição, Haddad na Fazenda, Petrobras e, é claro, futebol

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies