Menu
2020-04-15T18:54:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
conflitos em brasília

Secretário Wanderson de Oliveira, do Ministério da Saúde, pede demissão

Saída do secretário acontece em meio à pandemia do coronavírus e aos embates entre Bolsonaro e o ministro da Saúde

15 de abril de 2020
12:57 - atualizado às 18:54
49754678111_2375ab7a2d_c
(Brasília - DF, 09/04/2020) Palavras do Secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira. Foto: José Dias/PR -

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, pediu demissão do cargo ocupado no Ministério da Saúde na manhã desta quarta-feira (15).

Oliveira era um dos principais formuladores da estratégia do ministério para combater o novo coronavírus. Ele vinha se queixando a colegas sobre o discurso de Bolsonaro. "Só Deus para entender o que querem fazer", disse.

A saída do secretário acontece em meio à pandemia do coronavírus e aos embates entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde. O chefe do Executivo insiste em um afrouxamento do isolamento social, contrariando Mandetta, autoridades sanitárias em todo o mundo e governadores.

Mais cedo, a Folha de S. Paulo noticiou que o ministro avisou sua equipe na noite desta terça-feira (14) que deve ser demitido ainda nesta semana. O presidente Jair Bolsonaro já estaria à procura por um substituto.

Mandetta disse que combinou de esperar pela escolha de um novo nome para o Ministério da Saúde, ainda conforme a publicação.

O presidente Jair Bolsonaro ameaçou algumas vezes demitir Mandetta desde o início da crise do novo coronavírus. No centro do embate está a discussão sobre o isolamento social.

Mandetta era sustentado, em parte, pela ala militar do governo. Mas o apoio arrefeceu, conforme relatos da imprensa, após a entrevista concedida para a TV Globo no último domingo (12). Ontem, o vice-presidente Hamilton Mourão disse em entrevista ao Estadão que o ministro havia exagerado no tom.

Mandetta chegou a dizer que a população não sabia se escutava o chefe do Executivo ou o Ministério da Saúde e cobrou uma "fala única" do governo nas orientações sobre o enfrentamento do coronavírus.

Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde divulgou que o país tem 1,5 mil mortes e 25,2 mil casos confirmados do novo coronavírus. Mas há diversos estudos indicando que milhares de casos não estão sendo notificados. O número deve aumentar até setembro, segundo projeções do ministério.

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Sextou com o Ruy

Existe vida na bolsa depois do topo, mas é preciso tomar cuidado com o “tudo ou nada”

O que os gestores vencedores têm de diferente das pessoas comuns é a capacidade de ajustar o portfólio de acordo com as condições de mercado e suas convicções

seu dinheiro na sua noite

Em fevereiro não tem Carnaval

Moro num país tropical, que eu já não sei se é abençoado por Deus, mas que é bonito por natureza. Mas no próximo mês de fevereiro, ao contrário do que diz a canção do Jorge Ben, não tem Carnaval. A festa foi cancelada pela pandemia. Mas tem outro evento muito aguardado, pelo menos para os […]

JOINT VENTURE

Wiz cria corretora de seguros com a distribuidora de veículos Caoa

Nova companhia terá direito de comercializar com exclusividade, na rede de distribuição controlada pela Caoa, produtos e serviços de seguridade por 20 anos

rodovias estaduais

BNDES aprova R$ 3 bi para lote PiPa, maior concessão rodoviária do País

Banco de fomento informou que o empréstimo cobrirá 58% do total de investimentos previstos nos sete primeiros anos de concessão

Fechamento

De novo ele! Risco fiscal não dá trégua e Ibovespa tem queda firme; dólar sobe a R$ 5,36

Lá fora, o dia foi misto, com os investidores pesando o entusiasmo com Biden e a cautela com a situação econômica na Europa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies