Menu
2020-05-22T19:09:23-03:00
Estadão Conteúdo
Presidente da Câmara

Maia critica Heleno e diz que nota afasta do Brasil investidores estrangeiros

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, por ter divulgado nota contra a possibilidade de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro

22 de maio de 2020
19:09
Maia reforma tributária
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante instalação da Comissão Especial da reforma tributária - Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, por ter divulgado nota contra a possibilidade de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro. O pedido foi feito por partidos de oposição ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que pediu a opinião da Procuradoria-Geral da República sobre o caso.

"A própria nota do ministro Heleno é muito ruim, ameaçando. Se achou que o encaminhamento do Celso de Mello é tão grave assim, peça uma audiência, mas essas agressões que confrontam, que ameaçam, nada disso", disse Maia em entrevista à Record News. Para o deputado, a iniciativa de Heleno cria um ambiente de insegurança para investimentos estrangeiros no Brasil. "O investidor pensa que não pode investir nesse País. É a sinalização que a gente passa no exterior", argumentou Maia, para quem a nota "só afasta o Supremo do governo e cria mais instabilidade".

Segundo o parlamentar, o governo deveria ter acionado a Advocacia-Geral da União e solicitado uma reunião com Celso de Mello, ao invés de divulgar a nota do GSI, que foi compartilhada pelo próprio Bolsonaro em sua conta no Facebook. A nota tem sido criticada pela oposição, que vê ameaça de Augusto Heleno ao STF. A nota fala em "consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional" caso haja apreensão do celular do presidente da República.

Reunião ministerial

Questionado sobre a frase "eu quero todo mundo armado", proferida por Bolsonaro na reunião ministerial do dia 22 de abril, cuja gravação foi divulgada enquanto Maia ainda estava sendo entrevistado, o deputado disse que precisava conhecer melhor "o contexto da frase, mas parece uma frase muito ruim. Outros governo armados não geraram um sistema democrático e um país forte".

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

mercados hoje

Ibovespa sobe após PIB e dólar cai mais de 1%, com estímulos e seguro-desemprego nos EUA

Investidores reagem à agenda econômica cheia aqui e lá fora; juros curtos operam em leve queda

Exile on Wall Street

A vitória da indecência sobre a paciência

Se quiser ficar rico comprando ações, terá que necessariamente comprar problemas, principalmente no Brasil

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

10 notícias para começar o dia bem informado

Sem delongas: saiu a lista da Ação do Mês de dezembro! Como é tradição aqui no Seu Dinheiro, quando vira o mês a repórter Jasmine Olga consulta uma dezena de corretoras para saber quais são os três papéis preferidos das suas carteiras recomendadas. A partir dessa lista tríplice, a Jas faz um cruzamento de dados e monta […]

economia

PIB cresce 7,7% no 3º trimestre, abaixo do esperado

Mercado aguardava expansão de cerca de 8,8% no período; em base anual, contração foi de 3,9%, mais do que o projetado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies