Menu
2020-04-07T11:07:24-03:00
Estadão Conteúdo
atritos em brasília

Maia cita Mandetta e diz que Bolsonaro ‘ouve mais rede social do que Congresso’

Ao falar do presidente, Maia destacou que seria bom no segundo semestre ele manter uma boa relação com o Congresso Nacional

7 de abril de 2020
11:05 - atualizado às 11:07
img_1126df
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse na manhã desta terça-feira, 7, que tinha certeza que o presidente Jair Bolsonaro não iria demitir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Na segunda, o ministro foi novamente alvo dos ataques do mandatário e circularam informações de que ele estaria fora do governo.

"Bolsonaro não vai demitir um ministro popular como ele. A decisão de manter Mandetta não foi política, Bolsonaro ouve mais as redes sociais do que o Congresso", disse Maia, destacando que o mandatário é uma pessoa inteligente, ao contrário do que muitos pensam, e como o ministro da Saúde conquistou a confiança da sociedade, sabe que não pode tirá-lo do posto.

Maia participa de uma "live" nesta manhã, promovida pela Necton Investimentos, com o tema "Orçamento e saúde fiscal de longo prazo: desafios estruturais", Conduzido por Marcos Maluf, CEO da Necton, e o economista-chefe da corretora, André Perfeito.

Ao falar do presidente Jair Bolsonaro, Maia destacou que seria bom no segundo semestre ele manter uma boa relação com o Congresso Nacional. O presidente da Câmara disse que não apenas o Brasil, mas vários outros países, irão aumentar o seu nível de endividamento. "Me preocupa a segunda onda de gastos que o governo terá que fazer para retomar investimentos", afirmou, destacando que no longo prazo as coisas voltarão ao normal, mas no curto governo terá que retomar investimentos.

Indagado sobre o uso do fundo eleitoral para o combate ao coronavírus, como defendem alguns segmentos, Maia disse: "Eu até acho que o fundo eleitoral já foi usado; debate é só para enfraquecer Parlamento". E voltou a dizer que é o momento de o governo usar os recursos que dispõe em meio à crise. "Só não se pode pensar que eleição - para a democracia - não é importante."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

EM ALTA

Com petróleo em alta, Credit Suisse reitera recomendação de compra da Petrobras

Banco eleva preço-alvo de ADRs após revisar para cima projeção para Ebitda da indústria do petróleo em 2021 e 2022

Exile on Wall Street

Private equity para pessoas físicas

Há uma frase de que gosto muito no livro “Princípios do Estrategista”: as ideias do Taleb são tão boas que se dessem dinheiro seria sacanagem.

Panorama das fintechs

Goldman Sachs recomenda compra de ação da Stone, XP e PagSeguro e venda de Banco Inter

Embora o Inter seja o grande destaque de crescimento de clientes, os analistas do banco norte-americano apontam a ação da da Stone como a favorita entre as fintechs

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Mercados hoje

Ibovespa segue NY e abre o dia em alta, escorado no otimismo com vacinas e Biden

O início da vacinação no Brasil segue entusiasmando, mas uma série de incertezas limitam o alcance desse otimismo. No exterior, a proximidade da posse de Joe Biden faz os olhos se voltam para Washington

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies