Menu
2020-03-25T11:01:12-03:00
Estadão Conteúdo
após pronunciamento

Governadores que tiveram audiência com Bolsonaro dizem que ele omitiu a opinião

Em rede nacional de rádio e TV, Bolsonaro defendeu o relaxamento das medidas de combate ao coronavírus, que já matou 46 pessoas no País

25 de março de 2020
11:00 - atualizado às 11:01
03/02/2020 Visita às instalações da TV Band São Paulo/SP
(São Paulo - SP, 03/02/2020) Presidente da República Jair Bolsonaro visita às instalações da TV Band São Paulo/SP. - Imagem: Carolina Antunes/PR

Governadores do Nordeste e do Centro-Oeste que participaram de audiências virtuais com o presidente Jair Bolsonaro alegam que ele omitiu sua opinião e "preferiu o silêncio" durante as rodadas de conversas com os chefes dos executivos estaduais. As audiências ocorreram nestas segunda e terça-feiras, numa tentativa do Palácio do Planalto de melhorar a interlocução com os governadores.

Em rede nacional de rádio e TV, Bolsonaro defendeu na terça-feira, 24, o relaxamento das medidas de combate ao coronavírus, que já matou 46 pessoas no País. O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), disse que, na reunião, Bolsonaro não expôs o posicionamento que, na noite de terça apresentou na TV. "O presidente teve a oportunidade de expor suas opiniões ao debate ontem (segunda-feira) e hoje (terça) nas conferências com os governadores. Por algum motivo, preferiu o silêncio", afirmou.

Ao contrário do que propõe Bolsonaro, Waldez disse que o Amapá vai manter todas as medidas de redução de circulação das pessoas. "Todas as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus estão mantidas. Não há qualquer chance de relaxamento".

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), também afirmou que, após o discurso presidencial desta terça-feira, tem pouca esperança na melhoria das ações do governo. "Pronunciamento de hoje (terça) mostra que há poucas esperanças de que Bolsonaro possa exercer com responsabilidade e eficiência a Presidência da República. Os danos são imprevisíveis e gravíssimos", declarou Dino.

Outro que se reuniu com o presidente por videoconferência foi o governador do Piauí, Wellington Dias. "Eu, no Piauí, tive que tomar medidas duras, como suspender cirurgias eletivas que estavam já marcadas. Seguindo a orientação do ministro da Saúde, corretamente, para garantir vagas para quem precisar. Senhor presidente, não se faz isso apenas por conta de uma gripezinha", disse Dias, em referência ao termo usado por Bolsonaro.

Governadores de outros cinco Estados, incluindo João Doria (PSDB), de São Paulo, e Wilson Witzel (PSC), do Rio - que têm videoconferência prevista para a manhã desta quarta-feira com Bolsonaro - , também se manifestaram duramente contra o pronunciamento do presidente.

Doria e Witzel são, no momento, os principais adversários políticos de Bolsonaro. Os dois pretendem disputar o Palácio do Planalto, em 2022, e o presidente quer concorrer à reeleição.

Witzel reforçou nas redes sociais o pedido para que as pessoas não saiam de casa. "Em tempos de crise e desinformação, reafirmo o mesmo que todas as autoridades de saúde do mundo: fique em casa, lave as mãos e proteja quem você ama", insistiu ele.

Já o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), afirmou que o discurso do presidente foi "desconectado das orientações dos cientistas, da realidade do mundo e das ações do ministério da Saúde". "Confunde a sociedade, atrapalha o trabalho nos Estados e Municípios, menospreza os efeitos da pandemia. Mostra que estamos sem direção", escreveu o governador em sua conta oficial no Twitter.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Boletim médico

Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste sábado (6)

ESTRADA DO FUTURO

A mentira envolvendo o Clubhouse e o Tinder que rendeu 400% de valorização

Os mercados estão longe de serem perfeitos, e hoje vou te contar uma história real que envolve duas das empresas mais quentes no setor de mídias sociais: o “Clubhouse” e o “Tinder”.

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies