Menu
2020-03-20T15:27:32-03:00
Sobre medidas contra pandemia

‘Estamos fazendo o que deveria ser feito pelo líder do país’, diz Doria

Governadores João Doria e Wilson Witzel reagiram às críticas do presidente Jair Bolsonaro às medidas dos Estados durante a pandemia de coronavírus

20 de março de 2020
15:27
João Doria
Imagem: Shutterstock

Os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio, Wilson Witzel (PSC), reagiram às críticas do presidente da República, Jair Bolsonaro, às medidas dos Estados durante a pandemia de coronavírus. "Estamos fazendo o que deveria ser feito pelo líder do País, o que o presidente Jair Bolsonaro, lamentavelmente, não faz, e quando faz, faz errado", disse Doria durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, 20.

Witzel, por sua vez, afirmou que não há diálogo com o governo federal. "Estamos regulamentando aquilo que nós entendemos que é fundamental para salvar vidas, e o governo federal precisa fazer sua parte. Nós não temos diálogo com o governo federal. Não sou só eu: os governadores que querem falar com o governo federal precisam mandar uma carta", reclamou, em tom de voz elevado, em entrevista ao vivo para o RJTV, da Rede Globo

Mais cedo, Bolsonaro disse ser contrário a algumas medidas aplicadas por governadores para conter a disseminação do novo coronavírus. "Tem certos governadores que estão tomando medidas extremas que não competem a eles, como fechar aeroportos, rodovias, shoppings e feiras", afirmou.

Witzel, contudo, minimizou o aspecto técnico da competência e ressaltou que é preciso adotar iniciativas urgentes contra a crise. "Evidentemente que eu não tenho atribuição para fechar porto, aeroporto. Como disse no decreto, depende das agências reguladoras. Se elas vão fazer o papel delas, isso são elas que vão dizer se vão se omitir", apontou.

O governador do Rio disse que está seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), "aquilo que entendemos que é fundamental para salvar vidas". Enquanto isso, segundo ele, o governo federal se preocupa apenas com questões políticas. "O governo federal precisa entender isso, que é 'para ontem' (a adoção de medidas). Enquanto estamos tomando medida, estamos na rua ouvindo pessoas, o governo federal fica fazendo política."

China

Doria disse que o Estado está "em guerra contra o vírus" e que o enfrentamento à doença deve ser feito com união. "Não há como fazer isso usando de mecanismos ideológicos, sectários, separados", declarou.

Sem citar nomes, Doria voltou a se referir às declarações do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que responsabilizou a China pela pandemia do novo coronavírus. "Gostaria de deixar aqui um gesto de solidariedade à China e ao povo chinês. O país se mobilizou para proteger seu povo e somos absolutamente solidários. Não é justo que ninguém, quem quer que seja, possa fazer qualquer tipo de acusação contra a China ou contra o povo chinês", disse Doria.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Pior ainda

‘Estamos em recessão, bem pior do que a crise financeira de 2008’, diz diretora do FMI

Diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva afirmou que a recessão global decorrente do coronavírus já é uma realidade e que será “bem pior” que a crise financeira de 2008/2009

Carta aos cotistas

Gestora Legacy está comprada em ouro e vem aumentando posição em ações americanas

Em carta, gestora diz que acredita que economia americana é a mais apta a se recuperar da crise com rapidez; ouro é alternativa em meio a deterioração fiscal e monetária das moedas

Datafolha

Aprovação de Bolsonaro cai a 33% e do Ministério da Saúde dispara a 76%, diz Datafolha

Pesquisa do Datafolha divulgada nesta sexta-feira, 3, mostra que a aprovação dos brasileiros ao Ministério da Saúde, liderado por Luiz Henrique Mandetta, subiu 21 pontos percentuais (p.p), de 55% na pesquisa anterior

bolso afetado

Para 50%, coronavírus causou impacto na situação financeira pessoal, diz pesquisa

Proporção de pessoas que considera que suas dívidas vão aumentar ou aumentar muito disparou de 25% para 45%

fatia maior para o motorista

Senado eleva rendimento de motorista de aplicativo até outubro

Alteração obriga empresas como Uber, Cabify e 99 a reduzirem em ao menos 15% o valor retido nas corridas

em busca de soluções

Magazine Luiza, GPA e outras empresas promovem movimento #NãoDemita

Grandes bancos, fabricantes de alimentos, empresas de tecnologia, saúde e investimentos estão endossando uma campanha para evitar a demissão

perspectivas

Economia volta à retomada no 2º semestre, diz economista-chefe do Bradesco

Para Fernando Honorato Barbosa, o setor de serviços será o último a se recuperar

Reprovação aumenta

Governo Bolsonaro tem 42% de avaliação ‘ruim’ ou ‘péssima’ em abril, diz pesquisa

É o maior nível de avaliações ruins ou péssimas desde o início do mandato, mas ainda estável no limite da margem de erro

Virada de mão

“Vai faltar real para comprar dólar no preço atual”, diz Márcio Appel, da Adam Capital

Depois de ganhar dinheiro com a desvalorização cambial, gestor deixou de apostar na alta do dólar contra o real e avalia comprar a moeda brasileira

medida anticrise

Senado aprova texto-base de projeto que suspende prazos contratuais até outubro

Medida coloca no papel flexibilizações durante a pandemia do novo coronavírus no País e dependerá agora de chancela da Câmara

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements