Menu
2020-04-29T14:12:06-03:00
Estadão Conteúdo
crise política

Doria pede que Bolsonaro visite locais como SP e Manaus e deixe ‘bolha de ódio’

Na terça-feira, Bolsonaro havia afirmado sobre o ritmo de aumento do número de mortos pelo novo coronavírus: “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê?”

29 de abril de 2020
14:11 - atualizado às 14:12
João Doria
Imagem: Shutterstock

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), transmitiu solidariedade às vítimas e suas famílias do novo coronavírus e criticou as falas do presidente Jair Bolsonaro de ontem a noite e da manhã desta quarta-feira (29). Doria também convidou o presidente para que viesse a São Paulo e visitasse o Hospital das Clínicas e do M'Boi Mirim e saísse "da bolha do ódio".

"Venha ver a gripezinha e o resfriadinho. Venha ver as pessoas agonizando nos leitos e a preocupação dos profissionais da saúde", disse Doria. "Se não quiser visitar São Paulo, presidente, por medo ou qualquer outra razão, vá a Manaus", completou Doria.

Durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Doria disse: "Eu posso enumerar, presidente Jair Bolsonaro, algumas atitudes que o senhor deveria ter tomado como presidente da República e não adotou. Esta é a resposta do 'fazer o quê?': é fazer aquilo que o senhor não fez".

Na terça-feira, Bolsonaro havia afirmado sobre o ritmo de aumento do número de mortos pelo novo coronavírus: "E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre".

Respeito

Doria também cobrou "respeito" do presidente às famílias e amigos de vítimas da covid-19,a além dos profissionais de saúde. "Pare com essa política da perversidade e de atrapalhar quem está lutando para salvar vidas. Pare de fazer política em um País que chora mortos e infectados", completou o governador.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Segredos da bolsa

Com PIB brasileiro em foco, investidores monitoram juros futuros americanos e tensão em Brasília

O grande evento da semana é a divulgação dos números do Produto Interno Bruto brasileiro no ano passado, mas os investidores também monitoram o clima político em Brasília e os sinais de “superaquecimento” da economia americana

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies