Menu
2020-03-16T17:38:23-03:00
Estadão Conteúdo
POLÍTICA

Congresso adia comissão da reforma tributária e CPI mista das fake news

Senadores e deputados tinham encontro agendado para esta terça-feira, dia 17, nas duas comissões. A da Reforma Tributária receberia em audiência pública o ministro da Economia, Paulo Guedes

16 de março de 2020
17:38
Congresso Nacional Governo
Imagem: Shutterstock

A expansão do novo coronavírus no Brasil fez com que o Congresso Nacional adiasse nesta segunda-feira, dia 16, pelo menos duas reuniões de trabalho de umas das mais importantes comissões mistas em andamento, a que discute a reforma tributária e a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Fake News.

Senadores e deputados tinham encontro agendado para esta terça-feira, dia 17, nas duas comissões. A da Reforma Tributária receberia em audiência pública o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), presidente da comissão, suspendeu a audiência e informou que marcará uma nova data. Mesmo assim, disse que o governo pode encaminhar ao colegiado o texto de sua proposta de reforma tributária, um dos projetos econômicos mais aguardados desde o ano passado.

Já o senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI das Fake News, mandou cancelar o encontro em que seriam votados 57 requerimentos de quebras de sigilo de empresas e pessoas suspeitas de usar as redes sociais para atacar adversários políticos e difundir informações falsas. A CPMI tem sido palco de embates entre governistas e opositores e já chegou a identificar atuação de aliados do governo, como um assessor do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.

"Vamos aguardar a evolução para ver quando iremos marcar a próxima sessão", disse Coronel, que aguarda resultado de exames laboratoriais e está em isolamento residencial em Brasília. Ele manteve contato com o primeiro congressista infectado pelo novo coronavírus, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

Desde o fim da semana passada, quando se confirmou o primeiro o caso de Trad, que retornou dos Estados Unidos na comitiva presidencial, aumenta a pressão para que a cúpula do Legislativo paralise todas as atividades no Congresso por pelo menos 15 dias.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

O melhor do Seu Dinheiro

A vida da renda fixa após a alta da Selic, o Telegram do Seu Dinheiro e outros destaques

A tribo dos investidores mais conservadores foi dormir um pouco mais contente ontem, após a decisão do Banco Central sobre a Selic. Como esperado, a taxa básica de juros subiu mais 0,75 ponto percentual, para 3,5% ao ano. No comunicado, o Comitê de Política Monetária (Copom) voltou a encarnar o “falcão” — mais duro no […]

Abertura

Bolsa abre sem direção definida, sem apoio do exterior e com cenário interno dividido

Confira os principais eventos e indicadores para o dia de hoje

análise dos balanços

Juntos, Santander, Itaú e Bradesco têm salto no lucro, mas saúde financeira não tranquiliza mercado

Um contraste fica visível na comparação entre Santander e Itaú, principalmente: o comportamento da margem financeira das operações com clientes

Desmatamento em foco

Varejistas europeus ameaçam boicote a produtos do Brasil por risco à Amazônia

O movimento foi visto como “precipitação” por empresários brasileiros que acompanham dois projetos de lei que tramitam no Congresso sobre o tema

CÉU DE BRIGADEIRO

No pós-Copom, Ibovespa tem tudo para amanhecer com céu azul e sol brilhante

Com o Banco Central fora da cena principal, bolsa brasileira tem tudo para acompanhar o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies