Menu
2020-03-11T14:57:37-03:00
Estadão Conteúdo
segue o jogo

CMO decide seguir com análise de projeto que garante R$ 15 bi ao Congresso

Ao mesmo tempo, o plenário do Congresso Nacional realiza uma sessão para votar vetos presidenciais

11 de março de 2020
14:57
49648106881_9d93c57a42_k
Senadora Kátia Abreu (PDT-TO) - Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) decidiu seguir com a análise do projeto que entrega ao Congresso o controle de R$ 15 bilhões em emendas indicadas pelo relator do Orçamento. Ao mesmo tempo, o plenário do Congresso Nacional realiza uma sessão para votar vetos presidenciais.

A continuidade da reunião da CMO apesar da sessão em plenário foi autorizada pela presidência do Congresso. Em dezembro, isso já aconteceu quando a comissão votava a Lei Orçamentária Anual. Parlamentares contrários ao projeto que trata sobre as emendas de relator tentam obstruir a sessão para adiar a votação.

A decisão de continuar ocorreu em meio a bate-boca na CMO. A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) fez um discurso acalorado colocando no alvo os parlamentares que se manifestaram contra a proposta. De acordo com ela, é preciso rebater o discurso de que o Congresso estaria "atrás de dinheiro".

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou que a colega havia feito um declaração anterior afirmando que não se podia entregar R$ 30 bilhões para um "doido" administrar. "Alguém acha aqui que é no grito que resolvem as coisas?" questionou o parlamentar. "É mentira sua. Você é desonesto, desonesto intelectual", rebateu Kátia Abreu.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Acelerou

Bolsonaro assina sanção da lei que prorroga incentivos para setor automotivo

A sanção do projeto, assinada por Bolsonaro, deve ser publicada até esta quinta-feira, 29, no Diário Oficial da União (DOU).

o pior já passou?

Petrobras tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, melhor do que o esperado

Analistas esperavam prejuízo de R$ 4,15 bilhões; após baixa com a pandemia, estatal aumentou a participação de mercado e manteve um patamar alto de exportações

Balanço

Bradesco supera projeções e tem lucro de R$ 5 bilhões no terceiro trimestre

O resultado do segundo maior banco privado brasileiro ainda é 23,1% menor que o do mesmo período de 2019, mas representa um avanço de 29,9% no trimestre

de olho na retomada

Para secretário, inflação não preocupa, é problema concentrado e transitório

Adolfo Sachsida reafirmou que a regra do teto de gastos será respeitada pelo governo

manutenção

Banco Central mantém Selic em 2% ao ano e continua a indicar juros parados no futuro

Apesar de deterioração do ambiente de reformas e alta da inflação no curto prazo, BC ainda não avalia necessidade de alta de juros. Um novo corte, no entanto, é difícil. Enquanto isso, mensagem sobre risco fiscal ganha força, segundo economista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies