Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-09T15:26:50-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Em pronunciamento

Bolsonaro defende hidroxicloroquina e diz respeitar autonomia de governadores e prefeitos

“Todos devem estar sintonizados comigo”, afirmou Bolsonaro, dizendo que tem a responsabilidade sobre decisões do país de forma ampla usando a equipe de ministros que escolheu

8 de abril de 2020
21:06 - atualizado às 15:26
O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro - Imagem: Marcos Corrêa/PR/Flickr/Planalto

O presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da COVID-19 em pronunciamento nesta quarta-feira (08).

Segundo Bolsonaro, em conversa com o médico Roberto Kalil, ouviu deste que havia usado a substância para se curar da doença e que ele próprio a ministrou para seus pacientes — todos com sucesso, disse o presidente.

O presidente também afirmou que, após conversa direta com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, o Brasil terá, até sábado, matéria-prima para continuar a produzir a hidroxicloroquina.

Bolsonaro voltou a dizer que há dois problemas que precisam ser resolvidos simultaneamente, a pandemia e o desemprego, e que não há dúvidas de que "nosso objetivo principal sempre foi salvar vidas".

"Tenho certeza que todos os brasileiros querem voltar a trabalhar", disse o presidente, no pronunciamento. Na sequência, ele afirmou que essa sempre foi a sua orientação a todos os seus ministros, "observadas as normas do Ministério da Saúde".

"Todos devem estar sintonizados comigo", afirmou Bolsonaro, dizendo que tem a responsabilidade sobre decisões do país de forma ampla usando a equipe de ministros que escolheu.

Bolsonaro disse que as consequências de um tratamento de uma doença não podem ser mais danosas do que a própria condição — em referência à restrição do convívio social, que impacta a economia. Citando o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom, disse que "cada país tem suas particularidades"

"Respeito a autonomia dos governadores e prefeitos", também disse Bolsonaro, sobre as medidas de isolamento social adotadas por Estados e cidades do país. O presidente também adicionou neste trecho do pronunciamento, no entanto, que "o governo federal não foi consultado sobre sua amplitude ou duração". Ele ainda disse esperar que "saiamos mais fortes" para desenvolver o Brasil.

Bolsonaro disse que foi disponibilizado o valor de R$ 60 bilhões via Caixa para capital de giro para micro, pequenas e médias empresas e à construção civil.

Ele afirmou que o auxílio emergencial a trabalhadores informais, desempregados e microempreededores, durante 3 meses, no valor de R$ 600, será pago a partir de quinta (9).

Além disso, foi concedida isenção da conta de energia elétrica aos que possuem tarifa social, auxiliando 9 milhões de famílias, e os beneficiários do Bolsa Família também receberão abono complementar do auxílio emergencial.

Por fim, o presidente se referiu à autorização de saque de até R$ 1.045 àqueles que possuem conta associada ao FGTS, em junho.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Prévia da estatal

Petrobras (PETR4) anuncia produção do terceiro trimestre hoje, mas os dados da ANP já antecipam o que vem por aí; confira

Os dados chegam ao mercado em um momento de fortes críticas à política de preços da companhia e ameaças de desabastecimento

Exile on Wall Street

Quem não tem teto de vidro? As implicações das ameaças ao teto de gastos sobre seus investimentos

Ameaça ao teto fiscal exige atenção redobrada sobre a necessidade de diversificação e algumas proteções para a carteira – e há possíveis bons hedges para o momento

bitcoin (BTC) hoje

É recorde! Bitcoin (BTC) atinge nova máxima histórica com o novo rali das criptomoedas

A aprovação do ETF nos EUA impulsionou a alta do bitcoin, mas a principal criptomoeda do mercado pode subir ainda mais, segundo analistas

MERCADOS HOJE

Ibovespa engata recuperação, mas segue sob pressão do risco fiscal enquanto dólar tem alívio; Getnet (GETT11) dispara 14% hoje

A agenda local está esvaziada nesta semana, mas os investidores aguardam por um desfecho para a PEC dos precatórios

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: estaria o governo querendo furar o teto?

Ignorando o bom humor internacional de ontem, nós brasileiros vivemos nossa própria realidade, muito afetados com o vaivém de Brasília, que prejudicou bastante os mercados e que promete prejudicar ainda mais nos próximos dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies