Menu
2020-04-16T16:38:48-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Atrito com o chefe

Luiz Henrique Mandetta é demitido do Ministério da Saúde

Mandetta vinha passando por um longo desgaste no governo por discordar do presidente na forma como lidar com a pandemia do coronavírus

16 de abril de 2020
16:19 - atualizado às 16:38
Luiz Henrique Mandetta
Luiz Henrique Mandetta - Imagem: Carolina Antunes/PR

Luiz Henrique Mandetta não é mais o ministro da Saúde. A saída do ministro que vinha liderando os esforços de combate ao coronavírus no país foi confirmada pelo próprio Mandetta no Twitter após uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

O nome mais cotado para assumir a vaga de Mandetta é o do oncologista Nelson Teich. Ele atuou na campanha eleitoral do presidente, convidado por Paulo Guedes, e tem apoio da classe médica. Teich esteve reunido hoje com Bolsonaro e deve ser confirmado como novo ministro ainda hoje.

Mandetta vinha passando por um longo desgaste no governo por discordar do presidente na forma como lidar com a pandemia. Ao mesmo tempo, a atuação dele ganhou forte apoio popular.

Hoje pela manhã, ao participar de uma videoconferência sobre enfrentamento à covid-19, o ministro disse que a troca no comando da pasta ocorreria "no mais tardar" até sexta-feira.

Junto com Mandetta, devem sair o secretário-executivo do ministério da Saúde, João Gabbardo, e o secretário nacional de vigilância da pasta, Wanderson de Oliveira. Wanderson chegou a se demitir do cargo ontem, mas Mandetta recusou o pedido.

O ministro disse que ele e sua equipe terão "todo o cuidado" para conduzir a troca de comando na Saúde. "Para amparar quem quer que seja que venha para cá. Não fazer movimento brusco… Eu sou peça menor dessa engrenagem", disse. "O serviço continua."

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies