Menu
2020-09-01T13:10:44-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
efeito covid-19

Zoom revisa projeções para 2020 e ações disparam mais de 35%

Salto no preço dos papéis levou a companhia de tecnologia a atingir um valor de mercado superior ao de empresas mais consolidadas, como Boeing e Starbucks

1 de setembro de 2020
13:10
Zoom
Imagem: Shutterstock

Uma das muitas mudanças provocadas pela pandemia do coronavírus foi o aumento exponencial no uso das plataformas de videoconferências.

Se antes elas aconteciam de forma esporádica, agora é quase impossível passar pelo menos um dia sem se ver em uma reunião online. Essa é só uma das demandas que precisaram ser atendidas com a necessidade do trabalho remoto.

E quem está aproveitando o bom momento é a Zoom. A empresa de tecnologia, especializada em plataformas de videoconferência, já se valorizou mais de 500% desde o começo do ano e atingiu uma nova marca histórica.

Após uma disparada de mais de 35% no valor das ações, a empresa atingiu um valor de mercado de quase US$ 122 bilhões. O valor é superior ao de empresas mais consolidadas como Boeing e Starbucks, além de ser maior que o valor de mercado da General Motors e Ford combinadas.

O salto no valor dos papéis se deu após a empresa apresentar resultados melhores do que o esperado no segundo trimestre e aumentar as suas projeções de receita para o fim de 2020.

Nos últimos meses, a empresa, que também oferece serviços gratuitos, viu um crescimento no número de assinantes para os seus serviços. No segundo trimestre, a receita da companhia foi quatro vezes maior do que o mesmo período do ano passado, chegando a US$ 663,5 milhões. Os resultados vieram acima das expectativas dos analistas de Wall Street.

A projeção da empresa é uma receita de quase US$ 2,4 bilhões, muito superior ao valor de US$ 910 milhões projetado no início do ano.

Fundada em 2011, o software do Zoom só foi lançado em 2013 - 7 anos atrás. 2019 foi o primeiro ano em que a companhia deu lucro. A estreia na bolsa de valores aconteceu em abril de 2019, quando a companhia terminou o primeiro dia de negociações avaliada em US$ 16 bilhões. Desde então, os papéis já se valorizaram mais de 1.200%

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies