Menu
2020-04-23T13:56:34-03:00
Estadão Conteúdo
volta ao trabalho

Volkswagen Caminhões e Ônibus volta a produzir no dia 27, com retomada gradual

Colaboradores aprovaram recentemente a suspensão de contrato de parte do pessoal de produção e a redução da jornada para equipes administrativas em 25%

23 de abril de 2020
13:55 - atualizado às 13:56
Volkswagen
Imagem: Shutterstock

A Volkswagen Caminhões e Ônibus informou na manhã desta quinta-feira, 23, que voltará a produzir na próxima segunda-feira, dia 27 de abril. Segundo a empresa, a retomada será gradual, com medidas de segurança para os trabalhadores das linhas de produção. As atividades estão suspensas desde o dia 25 de março. A fábrica, portanto, ficará um mês parada.

"A prioridade sempre será a saúde de nossos colaboradores. Por isso, a retomada da produção será progressiva, nos permitindo também avaliar as condições da cadeia logística e de distribuição. Nossas áreas de Recursos Humanos e Produção têm um plano minucioso que obedece a todas as recomendações do Ministério da Saúde brasileiro e da Organização Mundial de Saúde", diz Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

A fábrica da Volkswagen Caminhões e Ônibus fica em Resende, no Estado do Rio de Janeiro. Em recente votação conduzida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, os colaboradores da Volkswagen Caminhões e Ônibus e das empresas do Consórcio Modular aprovaram a suspensão de contrato de parte do pessoal de produção e a redução da jornada para equipes administrativas em 25%. A medida faz parte do plano de retomada gradual da operação.

"Além de garantir empregos para todos os colaboradores, daremos a nossos clientes do Brasil e do exterior a tranquilidade necessária para fechar suas negociações, com a melhor oferta de produtos, peças, acessórios e serviços de assistência técnica. Sabemos que são os pontos fortes e de qualidade das marcas Volkswagen Caminhões e Ônibus e MAN", explica Cortes.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana cambaleante e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies