Menu
2020-04-06T18:54:03-03:00
Estadão Conteúdo
Em meio à pandemia

Telefônica, dona da Vivo, parcela fatura de inadimplentes

A Telefônica Brasil, dona da marca Vivo, decidiu flexibilizar as condições de pagamento de seus clientes de telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura devido à crise do coronavírus

6 de abril de 2020
18:54
Logo da empresa de telefonia Vivo.
Vivo - Imagem: Shutterstock

A Telefônica Brasil, dona da marca Vivo, decidiu flexibilizar as condições de pagamento de seus clientes de telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura devido à crise do coronavírus.

Os clientes inadimplentes poderão parcelar seus débitos em até 10 vezes, sem cobrança de multa e de juros adicionais sobre os acordos de parcelamento. A companhia também oferecerá aos inadimplentes um bônus de 15 dias extras para utilização de qualquer serviço contratado, caso ainda não esteja em período de bloqueio total.

A flexibilização passa a valer a partir desta segunda-feira, 6, e terá validade durante o mês de abril, podendo ser prorrogada, conforme comunicou a empresa. A solicitação do apoio pelos clientes deve ser feita por meio dos canais digitais da Vivo, como o portal Vivo Regulariza Fácil, e/ou pelo Meu Vivo. Atingido o prazo estabelecido do bloqueio total, o processo normal de cobrança é retomado.

Os mesmos tipos de medidas para facilitar o pagamento de faturas pelos clientes também já foram anunciados pela Oi. Em paralelo a tudo isso, as teles vêm sofrendo pressão de órgãos de defesa dos consumidores para que ofereçam serviços de graça e outros benefícios aos clientes que são afetados pela pandemia de coronavírus.

Até então, a Vivo já havia anunciado liberação de mais de 100 canais de TV, bônus de internet no celular por dois meses e isenção de cobrança de franquias de dados no uso de ferramentas de colaboração aos usuários corporativos.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies