Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-18T19:08:01-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
certame na b3

Quatro terminais portuários vão a leilão; veja resultados

Áreas foram arrematadas pelas empresas Ascensus, CS Brasil Transportes e Timac Agro Indústria

18 de dezembro de 2020
19:05 - atualizado às 19:08
porto em paranaguá
Imagem: Shutterstock

Quatro terminais portuários foram a leilão nesta sexta-feira (18) na B3. Áreas foram arrematadas pelas empresas Ascensus, CS Brasil Transportes e Timac Agro Indústria.

A Ascensus saiu vencedora no leilão da área denominada PAR12, que terá foco na movimentação de veículos no porto de Paranaguá (PR). A vitória saiu após disputa por viva-voz com outros dois grupos.

A oferta da vencedora foi de R$ 25 milhões, contra o valor mínimo simbólico de R$ 1. A segunda melhor oferta foi do consórcio firmado pelas empresas Interalli e Marcon, representadas pela Nova Futura, de R$ 23 milhões.

O espaço leiloado fica na retaguarda do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), em área adjacente ao terminal arrendado à Volkswagen. O ativo, greenfield, terá capacidade para 310 mil unidades por ano. O contrato é de 25 anos e estão previstos investimentos na ordem de R$ 22,2 milhões.

CS Brasil

A CS Brasil Transportes venceu dois leilões. O primeiro foi da área portuária ATU18, localizada no Porto Organizado de Aratu, na Bahia. A empresa levou o ativo após disputa viva-voz com outros dois grupos interessados.

A outorga vencedora foi de R$ 52,5 milhões, contra um valor mínimo simbólico de R$ 1. A segunda melhor colocada foi a Intermarítima, representada pela corretora Itaú, com outorga de R$ 50,5 milhões.

A ATU18 é destinada à movimentação e armazenagem de granéis sólidos vegetais. O prazo de arrendamento é de 15 anos e a área do terminal de 51.562 m². O investimento previsto é de R$ 119,387 milhões no terminal durante o período do contrato. A movimentação total esperada é de 20,469 milhões de toneladas.

O outro leilões vencido pela CS Brasil Transportes foi o da área portuária ATU12, também no Porto Organizado de Aratu. A empresa ofertou outorga de R$ 10 milhões, sendo que o valor mínimo era de R$ 1. Como foi a única proponente, a empresa levou o ativo. Ela foi representada pela corretora Necton.

A área é destinada à movimentação e armazenagem de granéis sólidos minerais e tem 154.916 m². O prazo do contrato do arrendamento é de 25 anos, ao longo dos quais os futuros arrendatários deverão investir R$ 280,541 milhões. A movimentação prevista ao longo do contrato é de 66,223 milhões de toneladas.

Timac Agro

A Timac Agro Indústria levou o leilão da área portuária MAC10, localizada no Porto Organizado de Maceió (AL). A empresa ofertou R$ 50 mil em outorga. O valor mínimo era simbólico de R$ 1. Como não tinha concorrente, a empresa levou o ativo.

A área leiloada tem 7.932 m² e é destinada à movimentação, armazenagem e distribuição de granéis líquidos, especialmente ácido sulfúrico. O prazo de arrendamento é de 25 anos. O investimento total por parte dos arrendatários é de R$ 12,784 milhões. A movimentação total gira em torno de 1,150 milhão de toneladas durante o prazo contratual.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro sobe após a abertura com boas perspectivas para os balanços e dólar avança hoje

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a semana conta com importantes balanços

O melhor do Seu Dinheiro

O Tesouro Direto virou tesouro de tolo? O que mexe com os mercados na semana e outros destaques

O investidor devia estar contente no começo deste ano com o que parecia uma grande oportunidade: investir no Tesouro Direto com um retorno garantido de quase 3,5% ao ano mais a variação da inflação. Naquele momento, as aplicações mais conservadoras de renda fixa estavam com rentabilidade real negativa e o Banco Central indicava que os […]

SEGREDOS DA BOLSA

Esquenta dos mercados: risco fiscal é pano de fundo para semana de Copom, IPCA-15 e balanços domésticos e no exterior

Os próximos dias serão tensos para os investidores, que devem ficar de olho na votação da PEC dos precatórios e medidas do Banco Central contra a inflação

REFORÇANDO O CAIXA

Depois de anunciar emissão de debêntures, 3R Petroleum lança oferta de ações. Entenda o que a empresa pretende fazer com quase R$ 4 bilhões a mais em seu caixa

Empresa de óleo e gás fará ofertas primária e secundária; a previsão é de que o processo de prospecção de investidores interessados se encerre em 4 de novembro

Renda fixa também varia

Terra arrasada no Tesouro Direto: sinônimo de renda fixa, títulos públicos têm perda de até 30% no ano; hora de vender ou de comprar mais?

Tensão nos mercados na última semana jogou juros para cima e preços dos títulos para baixo, mas não é de hoje que o Tesouro Direto sofre com a deterioração fiscal. Entenda o que está acontecendo e o que fazer

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies