Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-18T16:07:47-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Resultados que mexem o mercado

Petrobras, Cyrela, Suzano, B3, CSN: os balanços que vão movimentar o mercado nesta sexta

Resultados financeiros do primeiro trimestre afetam mercado em meio à pandemia e às movimentações políticas

14 de maio de 2020
20:26 - atualizado às 16:07
Plataforma de petróleo da Petrobras
Imagem: Ag. Petrobras

A temporada de resultados prossegue a mexer com o mundo corporativo. Nesta sexta-feira (14), o Ibovespa deve operar de olho nos resultados do primeiro trimestre de empresas como Petrobras, Cyrela, Suzano, B3, CSN e Energisa.

O principal índice acionário da bolsa brasileira operou em humor positivo na quinta, em alta de 1,59%, aos 79.010,81 pontos. O dólar à vista caiu 1,38% e fechou a sessão aos R$ 5,81, apesar do receio de investidores com o coronavírus e às tensões políticas.

Confira os principais números das empresas no primeiro trimestre:

Petrobras

A Petrobras sofreu de forma grave os impactos da queda intensa dos preços do barril do petróleo no mercado internacional. O colapso da commodity, de US$ 60 dólares ao fim de 2019 para ao redor de US$ 20, pesou no prejuízo próximo aos R$ 50 bilhões registrados pela gigante estatal. Um ajuste contábil relacionado ao patrimônio da petroleira explica o desempenho, à medida que a empresa antevê uma mudança em hábitos e comportamento de consumidores. Confira os detalhes.

  • Prejuízo líquido: R$ 48,5 bilhões
  • Receita líquida:  R$ 75,5 milhões (↑6,5%)
  • Ebitda ajustado: R$ 37,5 bilhões (↑36,4%)

Cyrela

A Cyrela fechou um trimestre difícil para os mercados no azul, embora o lucro líquido tenha encolhido mais do que 40% para R$ 28 milhões. A receita líquida da construtora foi a R$ 765 milhões, em outra queda. Saiba mais aqui.

  • Lucro líquido: R$ 28 milhões (↓42,3%)
  • Receita líquida:  R$ 765 milhões (↓7,4%)
  • Lançamentos: R$ 1,64 bilhão (↑200,8%)

Suzano

A Suzano registrou prejuízo multibilionário no trimestre inicial do ano, com perda de R$ 13,4 bilhões. Foi um salto em comparação ao resultado do mesmo período do ano passado, de R$ 1,229 bilhão. A variação é explicada em grande parte pelo resultado financeiro negativo, decorrente da variação cambial sobre a dívida e pelo resultado de operações com derivativos.

  • Prejuízo líquido: R$ 13,4 bilhões
  • Receita líquida:  R$ 6,98 bilhões (↑22%)
  • Ebitda ajustado: R$ 3,03 bilhões (↑10%)

B3

O lucro líquido aos controladores da B3 teve um salto de quase 70%, somando pouco mais de R$ 1 bilhão nos primeiros três meses de 2020. A receita líquida da empresa teve alta forte, enquanto o Ebitda cresceu dois dígitos.

  • Lucro líquido: R$ 1,02 bilhão (↑69,2%)
  • Receita líquida:  R$ 1,9 bilhão (↑38,2%)
  • Ebitda ajustado: R$ 918 milhões (↑13,3%)

CSN

A CSN reverteu o lucro obtido no primeiro trimestre do ano passado, de R$ 87 milhões: em igual período de 2020, teve um prejuízo de R$ 1,312 bilhão. Receita líquida e Ebitda também caíram.

  • Prejuízo líquido: R$ 1,312 bilhão
  • Receita líquida:  R$ 5,335 bilhões (↓11%)
  • Ebitda: R$ 1,331 bilhão (↓23%)

Energisa

Novata do Ibovespa, a Energisa mais do que triplicou o seu lucro líquido. A empresa, que ingressou no maior índice acionário da bolsa em maio, alcançou lucro de R$ 581,7 milhões. Receita líquida e Ebitda tiveram leve alta.

  • Lucro líquido: R$ 581,7 milhões (↑0,4%)
  • Receita líquida:  R$ 4,782 bilhões (↑48,9%)
  • Ebitda: R$ 929 milhões (↑2,7%)

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

De investidor a investimento

TradersClub dispara 15% na estreia na bolsa e já é avaliado em quase R$ 2,5 bilhões

As ações ON do TradersClub (TRAD3) abriram em forte alta e já chegam ao patamar de R$ 11,00 — o IPO foi precificado em R$ 9,50

Exile on Wall Street

Corretagem zero: o lobo atrás da porta

Cheguei numa fase da vida em que preciso evitar duas coisas a qualquer custo: genros e noras aventureiros e gente do bem. Fujo dessas coisas como o diabo foge da cruz. Sobre o primeiro ponto, o negócio não tem stop. É short convexidade total. O jovem inventa de empreender com o dinheiro do sogro e […]

MERCADOS HOJE

Ibovespa busca recuperação antes de decisão do Fed e sobe 1%; dólar recua

Com a inflação mais agressiva dos últimos meses, o Fed vem sendo pressionado para agir, mas os indicadores de desemprego e atividade seguem sustentando uma política monetária mais acomodatícia.

De carona no foguete

Bitcoin volta a tocar patamar dos US$ 40 mil; confira o que está impulsionando o mercado hoje

De acordo com especialistas, o índice do medo do bitcoin se mantém neutro depois de passar dois meses na zona vermelha

Fartura nos resultados

Trimestre apetitoso! McDonald’s supera expectativas do mercado e registra lucro de US$ 2,22 bilhões

Com ajustes, o lucro por ação somou US$ 2,37 e ficou acima da previsão de analistas consultados pela FactSet, de US$ 2,11

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies