Menu
2020-08-17T14:18:23-03:00
Estadão Conteúdo
efeitos da pandemia

Pessimismo cresce e só 24% das empresas esperam investir mais, diz pesquisa

A pesquisa da Boa Vista consultou 600 empresas de todo o Brasil dos setores de comércio (atacadista e varejista), serviços (instituições financeiras e construção civil) e indústria

17 de agosto de 2020
14:18
shutterstock_1314044873
Imagem: Shutterstock

Os dados da Pesquisa Perspectiva Empresarial, realizada pela Boa Vista no 2º trimestre de 2020, revelam o pessimismo da maior parte dos empresários entrevistados diante da crise do novo coronavírus. Apenas 24% das empresas esperam aumentar seus investimentos neste ano, menos de um terço das respostas coletadas pela instituição no 1º trimestre, quando 75% acreditavam em maiores investimentos para 2020. No 2º trimestre do ano passado, o volume de empresários que tinham intenção de empregar mais recursos era de 56%.

A pesquisa da Boa Vista consultou 600 empresas de todo o Brasil dos setores de comércio (atacadista e varejista), serviços (instituições financeiras e construção civil) e indústria. O grau de confiança é de 90% e a margem de erro de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Entre os empresários que ainda esperam investir mais, 21% afirmam que concentrarão mais recursos em pessoas. Já em relação a produtos, são 32% os que esperam empregar mais dinheiro. Por fim, 34% acreditam que vão investir mais em tecnologia até o fim de 2020.

A perspectiva de faturamento para este ano acompanha a de investimentos, e apenas 25% dos entrevistados esperam alta nas receitas. No trimestre anterior, este número era de 83%.

Quanto à inadimplência, 15% dos empresários esperam diminuição para este ano, enquanto 52% afirmam que a crise os fará descumprir mais obrigações financeiras em 2020. Os 33% restantes esperam estabilização da inadimplência.

Houve praticamente uma inversão nas perspectivas em comparação com os dados do primeiro trimestre: naquele período, apenas 10% das empresas projetavam aumento da inadimplência, enquanto 50% diziam que ela iria diminuir ao fim deste ano.

A pesquisa da Boa Vista ainda mediu o nível de endividamento esperado pelas companhias. 44% acreditam em aumento, 33% em estabilização e 23% em diminuição para 2020. No trimestre anterior, esses números eram de, respectivamente, 12%, 30% e 58%.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Para dar e vender

Defensivas e com potencial de crescimento: como as ações do setor de saúde ainda podem dar muitas alegrias na bolsa

A combinação de baixo endividamento, bons níveis de caixa e espaço para consolidação tornam as ações do segmento muito atrativas, segundo analistas

Fernando Cirne

A importância das fusões e aquisições para a Locaweb

Já avaliamos mais de 1.900 empresas e, desde o IPO, concluímos 10 importantes aquisições, que se somaram às outras seis concretizadas antes da abertura de capital

seu dinheiro na sua noite

IPO da Smart Fit: vai sair da jaula o monstro!

Eu nunca fui muito de academia, confesso. Já tive meus tempos de malhar regularmente, mas nunca consegui tomar gosto pela coisa. Exercícios repetitivos não me cativam, meu negócio sempre foi dançar, de preferência em turma, com professor e horário, se não eu falto. Como você deve imaginar, entre meus colegas jornalistas não é muito diferente. […]

atenção, acionista

Vale eleva valor de dividendo a ser em pago em 30 de junho para R$ 2,189 por ação

No dia 17 de junho, a empresa tinha informado o pagamento de R$ 2,177 de dividendo por ação; demais condições da distribuição não serão alteradas

de olho na inovação

Moeda digital é nova forma de representação da moeda já emitida, diz Campos Neto

Segundo ele, ela não se confunde com os criptoativos, como o bitcoin, que não têm característica de moeda, mas sim de ativos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies