Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-17T14:18:23-03:00
Estadão Conteúdo
efeitos da pandemia

Pessimismo cresce e só 24% das empresas esperam investir mais, diz pesquisa

A pesquisa da Boa Vista consultou 600 empresas de todo o Brasil dos setores de comércio (atacadista e varejista), serviços (instituições financeiras e construção civil) e indústria

17 de agosto de 2020
14:18
shutterstock_1314044873
Imagem: Shutterstock

Os dados da Pesquisa Perspectiva Empresarial, realizada pela Boa Vista no 2º trimestre de 2020, revelam o pessimismo da maior parte dos empresários entrevistados diante da crise do novo coronavírus. Apenas 24% das empresas esperam aumentar seus investimentos neste ano, menos de um terço das respostas coletadas pela instituição no 1º trimestre, quando 75% acreditavam em maiores investimentos para 2020. No 2º trimestre do ano passado, o volume de empresários que tinham intenção de empregar mais recursos era de 56%.

A pesquisa da Boa Vista consultou 600 empresas de todo o Brasil dos setores de comércio (atacadista e varejista), serviços (instituições financeiras e construção civil) e indústria. O grau de confiança é de 90% e a margem de erro de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Entre os empresários que ainda esperam investir mais, 21% afirmam que concentrarão mais recursos em pessoas. Já em relação a produtos, são 32% os que esperam empregar mais dinheiro. Por fim, 34% acreditam que vão investir mais em tecnologia até o fim de 2020.

A perspectiva de faturamento para este ano acompanha a de investimentos, e apenas 25% dos entrevistados esperam alta nas receitas. No trimestre anterior, este número era de 83%.

Quanto à inadimplência, 15% dos empresários esperam diminuição para este ano, enquanto 52% afirmam que a crise os fará descumprir mais obrigações financeiras em 2020. Os 33% restantes esperam estabilização da inadimplência.

Houve praticamente uma inversão nas perspectivas em comparação com os dados do primeiro trimestre: naquele período, apenas 10% das empresas projetavam aumento da inadimplência, enquanto 50% diziam que ela iria diminuir ao fim deste ano.

A pesquisa da Boa Vista ainda mediu o nível de endividamento esperado pelas companhias. 44% acreditam em aumento, 33% em estabilização e 23% em diminuição para 2020. No trimestre anterior, esses números eram de, respectivamente, 12%, 30% e 58%.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em alta, mesmo com PIB do 3º tri mais fraco, puxado por Nova York e dólar avança para R$ 5,70

O resultado do PIB do terceiro trimestre veio abaixo do esperado, mas dentro do intervalo das projeções

Negócio fechado

Empiricus conclui processo de venda das empresas do grupo para o Banco BTG Pactual

O processo marca o início de uma nova fase na trajetória da Empiricus no mercado financeiro, segundo o CEO do grupo, Caio Mesquita

O melhor do Seu Dinheiro

O melhor do Seu Dinheiro: O leão da maldade contra o poupador guerreiro

Em um país habituado a ver o surgimento de reformas tributárias que só aumentam a fatura para a média da população, o PGBL surge como uma das melhores armas

A BOLSA HOJE

Esquenta dos mercados: PIB do terceiro trimestre e falas de Paulo Guedes devem dividir atenção da bolsa com ômicron nos EUA

As falas de dirigentes do Fed também são destaque hoje, com o mundo de olho na retirada de estímulos da economia norte-americana

Planeje-se!

Fuja do Paulo Guedes! Como pagar menos imposto para o governo e ainda aumentar a sua renda para a aposentadoria

Não fique à mercê das reformas do Ministério da Economia. Utilizada da maneira correta, previdência privada pode te ajudar a pagar menos imposto de renda e a não depender totalmente da Previdência Social

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies