Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-08-07T18:59:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Preferência

Oi fecha acordo de exclusividade com Vivo, Claro e Tim para venda de operação móvel, diz jornal

Após fim da exclusividade da Highline, que desistiu de fazer nova oferta, teles brasileiras passam à frente, com oferta de R$ 16,5 bilhões

7 de agosto de 2020
18:59
Oi Telefônica Vivo Tim

A operadora Oi, em recuperação judicial, assinou acordo de exclusividade com Claro, Vivo e Tim no fim da tarde desta sexta-feira (7) para a venda de sua operação de telefonia móvel, diz a coluna do jornalista Lauro Jardim no jornal "O Globo".

Isso significa que as três teles, que fizeram uma proposta conjunta de R$ 16,5 bilhões pela operação, entrarão no leilão como "stalking horse", isto é, com um contrato pré-negociado e o direito de preferência para cobrir qualquer outra oferta pelos ativos de telefonia móvel da Oi.

A Oi chegou a firmar acordo de exclusividade anteriormente com a Highline do Brasil, que expirou na última segunda-feira (3) e não foi renovado.

A Highline, empresa controlada pela americana Digital Colony, havia coberto a oferta inicial de R$ 15,1 bilhões feita por Claro, Vivo e Tim, oferecendo um valor não revelado. O trio, em seguida, cobriu novamente a oferta da Highline, com o atual valor de R$ 16,5 bilhões.

A Oi avalia suas redes de telefonia e internet móveis, que reúnem 33,9 milhões de clientes, em pelo menos R$ 15 bilhões.

A Highline desistiu da proposta pela Oi móvel, mas o Cade, órgão de defesa da concorrência, considera que a aquisição da operação pelas três grandes teles brasileiras tem chance mínima de ser aprovada sem restrições.

A Oi encontra-se em recuperação judicial desde 2016, e suas ações vêm passando por um verdadeiro rali na bolsa com a disputa das teles pelos seus ativos móveis. Neste ano, suas ações ordinárias (OIBR3) já acumulam alta de 81,40%, e as preferenciais (OIBR4), menos líquidas, sobem 99,19%.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa,

DOBRANDO A ESQUINA

Lucro das empresas com ações na bolsa deve cair 6,3% em 2022, diz BTG Pactual

Mesmo assim ainda é possível encontrar setores em que o cenário é positivo; saiba quem é quem

Bateu o martelo

IPO do Nubank sai no topo da faixa indicativa, a US$ 9; banco ultrapassa Itaú (ITUB4) e é a instituição financeira mais valiosa da América Latina

Com isso, os BDRs, que serão negociados por aqui a partir da próxima sexta-feira (10), saem valendo R$ 8,38

Juros nas alturas

Selic decola a 9,25%, maior patamar em quatro anos; BC assume tom duro e indica nova alta de 1,5 ponto em fevereiro

Com a nova alta de 1,5 ponto concretizada hoje, a Selic saiu do patamar de 2% em janeiro e fecha o ano em 9,25%

CRYPTO NEWS

Guia prático para ter sucesso investindo em bitcoin e outras criptomoedas

Veja dicas das quais sempre me lembro durante os momentos mais complexos. Sugestão: anote-os em um caderno e os releia antes de abrir o site da corretora e decidir fazer uma operação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies