Menu
2020-08-24T17:11:53-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
olho nos números

Magazine Luiza tem prejuízo líquido de R$ 64,5 milhões no 2º tri, melhor que as expectativas do mercado

Analistas antecipavam perda de R$ 127,7 milhões no período. Com crescimento recorde, e-commerce respondeu por 78,5% das vendas totais do Magalu, atingindo R$ 6,7 bilhões

17 de agosto de 2020
18:53 - atualizado às 17:11
Magazine Luiza
Imagem: Divulgação

O Magazine Luiza registrou prejuízo líquido de R$ 64,5 milhões no segundo trimestre de 2020, revertendo o lucro de R$ 386,6 milhões visto no mesmo trimestre do ano anterior.

O balanço da varejista foi divulgado nesta segunda-feira (17). O resultado foi melhor do que o esperado pelo mercado, que antecipava uma perda de R$ 127,7 milhões no período.

A receita líquida aferida de abril a junho foi de R$ 5,5 bilhões, alta de 29,3% na comparação anual. O dado veio levemente acima das expectativas do mercado, que apostava em receita de R$ 5,16 bilhões.

Enquanto isso, o Ebitda no segundo trimestre foi de R$ 143,7 milhões, tombo de 62,2% na mesma base de comparação.

As vendas totais foram de R$ 8,56 bilhões no período, alta de 49,1% em relação ao segundo trimestre de 2019, embaladas pelo resultado histórico do e-commerce.

Crescimento acelerado

As vendas do e-commerce subiram 181,9% no período, atingindo R$ 6,7 bilhões e 78,5% das vendas totais. Foi o maior crescimento do e-commerce em um único trimestre na história do Magazine Luiza, disse a empresa.

As vendas do e-commerce representaram no segundo trimestre do ano mais do que as receitas do on-line e das lojas físicas do mesmo trimestre de 2019.

No e-commerce tradicional, as vendas evoluíram 171,5% e o marketplace contribuiu com vendas adicionais de R$ 1,8 bilhão, crescendo 214,2%, diz o Magazine Luiza.

Enquanto isso, houve queda de 45,1% nas vendas de lojas físicas, que ficaram temporariamente fechadas em função da pandemia do novo coronavírus e que foram reabertas de forma gradual durante o trimestre. Segundo o balanço, 36% das lojas ficaram abertas no trimestre.

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o mês de julho foi promissor, disse a varejista. As vendas totais cresceram 82% — o e-commerce avançou 162%, incluindo aí as vendas da Netshoes na base de comparação, e as lojas físicas, 10%.

Caixa

A geração de caixa operacional do Magalu foi de R$ 2,2 bilhões no período. A companhia fortaleceu sua posição de caixa líquido em R$ 5 bilhões em um ano, fechando junho em R$ 5,8 bilhões, comparado aos R$ 788 milhões do mesmo mês de 2019.

A geração de caixa, os investimentos e aquisições realizados e a oferta subsequente de ações concluída em novembro justificam o número.

A empresa encerrou o trimestre com uma posição total de caixa de R$ 7,5 bilhões, considerando caixa e aplicações financeiras de R$ 3,0 bilhões, mais R$ 4,5 bilhões em recebíveis de cartão de crédito.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

É para quando?

Ainda vai levar “algum tempo” para início da redução de estímulos econômicos, defende dirigente do Fed

James Bullard enfatizou que a retirada começará apenas quando a instituição tiver registrado um avanço “substancial” em direção a suas “métricas”.

Embarque imediato

Depois de incorporação, acionistas da Smiles aprovam saída do Novo Mercado

Além disso, assembleia votou a destituição do conselho de administração e a eleição de novos membros, inclusive do presidente

Procuram-se semicondutores

Falta de chips adia recuperação da indústria automobilística

O setor deve perder a chance de recuperar mercado no segundo semestre, período em que tradicionalmente se vendem mais carros

Mais uma na bolsa

Investindo no banco de investimentos: BR Partners sobe forte na estreia na bolsa

A BR Partners, banco de investimentos independente, concluiu seu IPO e estreou na bolsa nesta segunda — e a recepção do mercado foi boa

Tela azul

O “selo Buffett” no Nubank, a falha da Coca-Cola com CR7 e uma fraude no setor de tecnologia; confira os destaques da edição #37 do Tela Azul

Richard Camargo, André Franco e Vinícius Bazan comentam os principais assuntos no mundo das techs em papo descontraído e reforçam o convite para o evento que vai revelar as ações de tecnologia mais promissoras do momento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies