Menu
2020-10-09T11:22:21-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
DISPUTA NERVOSA

Linx rebate críticas e diz que oferta da Totvs não atende interesses dos acionistas

Empresa diz que processo de análise de ofertas de aquisição ocorreu com lisura e independência

9 de outubro de 2020
11:22
linx
Imagem: Divulgação YouTube

Após ser criticada pela Totvs por decidir não submeter sua proposta para a avaliação dos acionistas, a Linx divulgou comunicado nesta sexta-feira (9) dizendo que a oferta apresentada pela fabricante de softwares não atende aos seus interesses e de seus acionistas.

A Totvs elevou o tom contra a Linx na quinta-feira (8), afirmando que desde o início das negociações, conselheiros independentes da Linx assumiram o compromisso de garantir uma competição justa. Mas que sucessivos aditivos e análise apressada das propostas teriam resultado, para a Totvs, em perda da independência dos conselheiros.

No comunicado em que responde as acusações, a Linx informou que o processo de análise das ofertas ocorreu com "lisura" e "independência".

“A análise e comparação dos termos e condições da Proposta Totvs e da operação com a Stone pelo conselho de administração foi feita de forma livre, desinteressada, informada e refletida, com a assessoria e pareceres de renomados assessores jurídicos e de assessor econômico-financeiro, tendo o conselho de administração concluído, em 1º de outubro de 2020, inequivocamente, após decisão unânime do conselho fiscal e do comitê de auditoria, que, com as configurações então apresentadas, a Proposta Totvs não era, naquela data, a que melhor atendia aos interesses da Companhia e de seus acionistas”, diz trecho do comunicado.

Os acionistas da Linx vão deliberar sobre quem será o novo dono da companhia dia 17 de novembro.

Não acabou

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o presidente do conselho de administração da Totvs, Laércio Cosentino, disse que seguirá na disputa com a Stone até o final e que a empresa está disposta a elevar a sua oferta.

A empresa considera ainda recorrer à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para suspender a assembleia de acionistas da Linx.

O que está em jogo

Não é a primeira vez que a Totvs sobe o tom contra a administração da Linx. A empresa já havia criticado a recusa do conselho independente em assinar a minuta do protocolo de incorporação da Totvs.

A briga entre as companhias começou quando o conselho de administração da Linx assinou contrato de venda para Stone, no dia 11 de agosto, por R$ 6,04 bilhões. A proposta envolvia um pagamento diferenciado aos fundadores da Linx, que ocupam três das cinco vagas do conselho.

A Totvs entrou formalmente na disputa pela Linx com uma proposta de R$ 6,1 bilhões, dias depois do negócio com a Stone. Mas alegou que já havia procurado a empresa antes e preparava uma proposta quando foi surpreendida com o anúncio da transação.

Ao contrário da Stone, a oferta da Totvs não prevê pagamento adicional a conselheiros da empresa.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

fique de olho

Telefônica Brasil paga R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Valor tem retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 15%, resultando no montante líquido de R$ 535,5 milhões, com base no balanço patrimonial de 31 de maio de 2021

seu dinheiro na sua noite

A escalada dos juros e o impacto nos seus investimentos

Os horizontes do atual ciclo de escalada dos juros no Brasil já começam a ficar mais claros, assim como os contornos da política monetária americana.  Hoje os investidores trataram de se ajustar aos sinais enviados pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos na “Super Quarta” de ontem. O mercado de juros rumou para […]

ampliando o portfólio

JBS conclui a aquisição de empresa de produtos à base de plantas Vivera na Europa

Transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

atenção, acionista

Vale anuncia pagamento de dividendos; confira os valores

Segundo a mineradora, será considerada a posição acionária de 23 de junho de 2021; empresa passa por bom momento

retomada

Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio

De janeiro a maio, as vendas internas foram de 10 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 46,4% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies