Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-30T11:03:24-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Divórcio amigável

Itaúsa sinaliza que pode aceitar proposta da XP por ações da corretora

Holding que é uma das principais acionistas do Itaú Unibanco avaliou como positiva a proposta da XP Investimentos pelas ações com “supervoto” da corretora que hoje estão nas mãos do banco

30 de novembro de 2020
11:03
Itaúsa
Imagem: Reprodução

O processo de divórcio entre Itaú Unibanco e XP caminha para um acordo amigável. A Itaúsa, uma das principais acionistas do maior banco privado brasileiro, avaliou como positiva a proposta em estudo pela XP Investimentos pelas ações com "supervoto" da corretora que hoje estão nas mãos do banco.

Leia também:

Na quinta-feira, o Itaú aprovou a venda de uma participação de 5% na XP e a separação dos demais 41% em uma nova empresa, chamada de Newco, com a entrega das ações dessa companhia aos acionistas do banco.

Da participação detida pelo Itaú, 28% são de ações classe B, que dão direito a dez votos cada. A XP está de olho nesses papéis e anunciou que considera propor uma fusão com a Newco.

Em troca, os acionistas do banco receberiam ações classe A da XP — que dão direito a um voto cada — ou recibos de ações (BDRs, na sigla em inglês). Desta forma, eles passariam a ser acionistas diretos da XP.

A corretora não informou, contudo, se vai oferecer mais alguma vantagem para que os acionistas do Itaú abram mão das ações com "supervoto". Mas, a julgar pela reação da Itaúsa, talvez nem precise.

“A Itaúsa considera positivas as proposições realizadas até o momento pela XP e, caso a XP venha a apresentar proposta relativa à incorporação da Newco, a Itaúsa pretende avaliar seus detalhes em conjunto com a IUPAR visando melhor atender aos interesses de seus acionistas, sendo certo que levarão a melhor proposta para análise e deliberação em Assembleia Geral de Acionistas da Newco”, informou a Itaúsa, em comunicado.

Após a separação, a holding passará a deter 37,39% da nova empresa que vai deter a participação do banco na XP, o equivalente a 15,35% do capital total da corretora.

A Itaúsa já havia informado que pretende manter a participação na XP no curto prazo e que atuará alinhada com a corretora. Mas que não considera essa participação como estratégica no longo prazo, “estando este ativo sujeito às avaliações no âmbito do processo de acompanhamento de seu portfólio”.

No pregão desta segunda-feira da B3, as ações preferenciais da Itaúsa (ITSA4) eram negociadas em queda de 0,83% por volta das 10h45. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Alta da Selic, bons números da Weg, IPO do Nubank e dividendos da Gerdau: veja o que marcou o mercado hoje

Há cerca de um mês, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a autoridade não mudaria o “plano de voo” a cada novo dado da economia brasileira. Mas, veja só, a realidade obrigou a instituição a recalcular a rota: há pouco, o Copom elevou a Selic em 1,50 ponto percentual, ao […]

Referência em SP

Na corrida do setor de saúde, Rede D’Or (RDOR3) garante fôlego com a compra do Hospital Santa Isabel

O ativo está avaliado em R$ 280 milhões. Porém, conforme explica a empresa, seu endividamento líquido será deduzido na conta final da transação

Ser conservador compensa

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 7,75%

Agora até a poupança ganha da inflação projetada. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom sobre a Selic

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado do Copom a respeito da Selic; a taxa básica de juros foi elevada ao patamar de 7,75% ao ano

CRYPTO NEWS

Sobrevivendo aos altos e baixos do bitcoin: veja sete ensinamentos para os ciclos de criptomoedas

Manter a saúde mental e financeira é um desafio para os investidores do mundo cripto, especialmente em meio ao bull market atual

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies