Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-30T17:01:18-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
mercados hoje

Ibovespa cai 1% com blue chips, ecoando Nova York, e dólar avança

Índice caminha para fechar novembro em alta de 16%. Dia é de estresse para ativos de risco pelo mundo após EUA sancionarem empresa chinesa. Por aqui, Estado de São Paulo volta à fase amarela da reabertura da economia

30 de novembro de 2020
10:58 - atualizado às 17:01
Ibovespa mercados em queda
Imagem: Shutterstock

O Ibovespa opera em queda firme na última sessão de novembro, sem fôlego para adicionar ganhos aos registrados no mês refletindo o recuo dos índices acionários à vista em Nova York, sob pressão de pesos-pesados do índice como bancos, Vale e Petrobras.

Ativos de risco no mundo inteiro passaram a se deteriorar com mais força nesta segunda-feira (30) após os Estados Unidos decidirem impor sanções a uma companhia chinesa que supostamente vendia tecnologia à Venezuela, a China National Eletronics Import and Export Corporation, piorando o clima de tomada de risco e fortalecendo o dólar.

Os principais índices acionários na Europa em Londres, Paris e Frankfurt, de seu lado, fecharam em queda de ao menos 0,3%.

Por volta das 17h, o principal índice acionário da B3 caía 1,2%, cotado aos 109.205 pontos — no entanto, ele ainda caminha para fechar novembro em alta de 16%.

Ações como Azul, Gol e CVC, de setores amplamente penalizados pela pandemia, estavam entre as maiores altas do índice após a confirmação da eficácia da vacina da Moderna e seu pedido para uso emergencial.

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
AZUL4Azul PN           38,875,37%
GOLL4Gol PN           24,064,79%
YDUQ3Yduqs ON           32,952,97%
CRFB3Carrefour Brasil ON           19,671,34%
CMIG4Cemig PN           12,611,29%

Papéis de bancos, Vale e Petrobras operavam em queda, pesando no índice por conta de sua alta participação. A estatal cai acompanhando a baixa do preço do barril de petróleo Brent no mercado internacional.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) informou, por volta das 15h, que a reunião de hoje do cartel terminou hoje e continuará amanhã. O grupo ainda não decidiu sobre uma possível prorrogação do acordo que prevê cortes na produção da commodity para o ano que vem, disse a Dow Jones Newswires.

Varejistas, como Magazine Luiza ON (que cai 3%), Via Varejo e B2W, também operavam em queda, em um mês de rotação setorial que preteriu as ações vencedoras com as medidas de isolamento social e preferiu blue chips e papéis defasados.

Outra notícia no radar dos investidores é a regressão de todo o Estado de São Paulo para a fase amarela no plano de reabertura da economia, o que pressiona ações do varejo e shoppings (além de BR Malls, Multiplan ON cai 3%). A mudança não fechará bares, restaurantes, comércio nem escolas.

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
BTOW3B2W ON           71,31-6,92%
CIEL3Cielo ON             3,59-4,52%
BRML3BR Malls ON             9,81-4,11%
VVAR3Via Varejo ON           17,77-3,89%
WEGE3Weg ON           74,04-3,84%

Dólar e juros para cima

O dólar, por sua vez, iniciou a sessão em recuo, mas não consegue, nesta segunda, manter a trajetória de queda vista no mês — em que a baixa foi sustentada pelo ingresso de recursos estrangeiros no país.

A moeda agora opera em alta, refletindo a sanção dos EUA à empresa chinesa. O Dollar Index (DXY), que compara o dólar a uma cesta de moedas fortes como euro, libra e iene, também aponta para cima, com um leve ganho.

Por volta das 17h, a moeda americana subia 0,5%, para R$ 5,3537.

No cenário local, os investidores monitoram o andamento da pauta econômica do governo no Congresso Nacional.

O jornal Valor Econômico noticia que, passado o período de eleições, o objetivo primeiro da gestão Jair Bolsonaro é aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Outros projetos com tramitação travada, como o PLP 137 (que libera recursos R$ 177 bilhões de 29 fundos à covid019), a PEC Emergencial, o PL da Cabotagem e o PLP 101, que estabelece o Programa de Acompanhamento e Transparência Fiscal, também são temas de prioridade.

Os juros, precificando essa piora do risco, além de uma situação fiscal já delicada, chegaram a subir 20 pontos-base (0,2 ponto percentual) na ponta longa (contrato de janeiro de 2025), mas saíram das máximas e têm apenas uma leve alta neste momento. Taxas futuras mais curtas recuam.

O boletim Focus do Banco Central apontou que os economistas estão observando uma alta cada vez maior dos preços para 2020, em meio à postura do BC de tratar essa inflação como resultado de um choque transitório.

Esta foi a 16ª semana consecutiva que o relatório mostra um ajuste positivo no principal indicador de inflação, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Na semana passada, a expectativa era de fechar 2020 com um avanço de 3,45% — nesta, é de 3,54%, de acordo com a mediana.

Veja as taxas dos principais vencimentos agora:

  • Janeiro/2021: de 1,932% para 1,912%
  • Janeiro/2022: de 3,28% para 3,27%
  • Janeiro/2023: de 4,94% para 5,00%
  • Janeiro/2025: de 6,70% para 6,77%

.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies