Menu
2020-03-03T23:17:23-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Era fake news

Holding de Warren Buffett diz que não tem nem planeja ter ações do IRB

A falsa informação de que o lendário investidor norte-americano teria participação no IRB surgiu na imprensa na semana passada, mas a empresa reforçou o suposto vínculo

3 de março de 2020
23:10 - atualizado às 23:17
Warren Buffett, investidor americano
Imagem: Shutterstock

Era "fake news". A Berkshire Hathaway, holding que concentra os investimentos do bilionário Warren Buffett, negou que detenha ações da resseguradora IRB Brasil. A informação foi negada oficialmente em um comunicado divulgado hoje à noite pela Berkshire.

As notícias de que o lendário investidor norte-americano não só teria participação no IRB como inclusive comprou mais ações diante da forte queda dos papéis surgiram na semana passada.

"A Berkshire Hathaway atualmente não é acionista, nunca foi acionista do IRB e não tem intenção de se tornar acionista do IRB", informou a companhia, em nota.

A informação, que surgiu sem confirmação de fonte na imprensa, foi reforçada pela empresa, que indicou para o conselho fiscal a advogada Márcia Cicarelli, que atua como procuradora da Berkshire no país.

As ações do IRB (IRBR3) registram forte queda de 37,5% desde o início de fevereiro, quando a gestora carioca Squadra divulgou uma carta aos investidores na qual justifica a grande posição vendida nos papéis da companhia.

Nos análise da Squadra, os resultados do IRB foram turbinados por efeitos que não vão se repetir em balanços seguinte e somaram R$ 1,5 bilhão de janeiro a setembro do ano passado.

A empresa negou a informação e publicou o balanço do quarto trimestre com o laudo de uma segunda auditoria específica para os dados atuariais, feito pela Ernst & Young (EY), além do trabalho já feito pela PwC. Mas não foi suficiente para eliminar as dúvidas do mercado.

Renúncia de conselheiro

Esta não foi a primeira vez que os fatos desmentem a diretoria do IRB. Também na semana passada, a companhia negou as notícias sobre o pedido de renúncia do presidente do conselho de administração, Ivan Monteiro.

Mas apenas um dia depois do comunicado da empresa à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o executivo confirmou a saída. Em teleconferência com analistas, os executivos do IRB justificaram que a carta de renúncia de Monteiro só foi entregue um dia depois do questionamento da autarquia.

Eu procurei o IRB, mas não obtive retorno até a publicação desta matéria.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Insights Assimétricos

Ainda dá para comprar ouro?

Se o ouro performa muito bem em períodos de inflação elevada, ele também performa bem em momento de inflação baixa; veja por quê

de olho nos barris

União recebe 50% mais petróleo em maio pela produção do pré-sal

De janeiro a maio, foi reservado ao governo o volume de 1,5 milhão de barris de petróleo

Prudência e dinheiro no bolso

Onde investir no 2º semestre: entre os fundos imobiliários, destaques são os mais defensivos

Com juros na mínima histórica, cenário é favorável para os FII, que podem se valorizar até 10% neste segundo semestre; mas especialistas preferem “prudência e dinheiro no bolso”, com nomes geradores de renda para enfrentar a crise.

dados novos

Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos

Até o momento, 1.154.837 de pessoas se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

A patada do urso da Califórnia

Desde o início da recuperação dos mercados após o pânico do mês de março, os investidores têm temido uma reversão nas medidas de reabertura das economias por conta de uma segunda onda de casos de coronavírus – ou simplesmente de uma piora da primeira onda nos países onde esta ainda não foi controlada. Ou seja, […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements