Menu
2020-02-11T22:55:09-03:00
Acordo fechado

Empiricus assina termo de compromisso com a CVM e põe fim a disputa judicial

A Empiricus aceita ser regulada pela CVM e vai credenciar seus analistas na Apimec em até 60 dias

11 de fevereiro de 2020
21:19 - atualizado às 22:55
Felipe Miranda no Blink
estrategista-chefe da Empiricus, Felipe Miranda - Imagem: Seu Dinheiro

A Empiricus anunciou nesta terça-feira (11) um termo de compromisso com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para colocar fim a um processo judicial movido pela publicadora.

Segundo Caio Mesquita, CEO da empresa, o acordo “traz segurança jurídica para o nosso negócio e nos deixa ainda mais otimistas com o seu futuro”.

O acordo prevê a renúncia pela Empiricus de uma ação que discutia se negócios da área editorial deveriam estar sujeitos à regulação da autarquia. A empresa também se comprometeu a credenciar seus analistas na Apimec em até 60 dias.

Em comunicado, a CVM esclarece que a proposta começou a ser discutida na reunião do colegiado de 17 de dezembro do ano passado. A conclusão do acordo foi formalizada nesta terça-feira.

"Diante da proposta apresentada, o CTC (Comitê de Termo de Compromisso) entendeu que a proposta seria suficiente para desestimular a prática de condutas semelhantes no mercado, sendo oportuno e conveniente realizar o acordo. Dessa forma, propôs ao Colegiado a aceitação da proposta."

O termo de compromisso também prevê que a publicadora pague valores à CVM. A Empiricus desembolsará R$ 3 milhões e a Inversa Publicações, empresa controlada pelo mesmo grupo, R$ 500 mil. Outros R$ 50 mil serão pagos em nome de cada um dos 15 analistas listados no termo.

A Empiricus informou que os valores pagos não representam a imposição de multa. É um pagamento feito pelo período em que os analistas não estiveram credenciados à CVM. A publicadora reforçou que o acordo não significa um reconhecimento de culpa e que não responderá a nenhum processo administrativo sancionador.

Mudanças no marketing

Em comunicado oficial, a Empiricus aponta que um ofício-circular divulgado pela CVM no ano passado deu clareza sobre quais restrições se aplicam às peças publicitárias divulgadas pelas empresas que são reguladas pela autarquia.

“Nós já vínhamos fazendo ajustes em nosso marketing e, analisando as novas diretrizes, manifestamos à autarquia nosso desejo de resolver a questão”, afirma Mesquita.

O CEO da Empiricus esclareceu também que a oferta de produtos não será alterada. "As sugestões de investimento feitas por nós tiveram rentabilidades extraordinárias em 2019, o que muito nos orgulha. O que o acordo com a CVM representa é um passo muito importante na institucionalização da Empiricus. Acreditamos que 2020 será um ótimo ano para a empresa e para a economia em geral."

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

fora do Executivo

Bolsonaro diz que BB, Caixa e Casa da Moeda não serão privatizados em seu governo

Ele afirmou que não está “segurando privatizações” e que qualquer processo é “demorado”

mudança

BC altera assinatura no câmbio e permite conta pré-paga em compra internacional

No caso da assinatura eletrônica em contratos de câmbio, será permitido usar soluções como a gravação de imagem ou de voz, o registro de sinalização gráfica de concordância e o envio ou recebimento de e-mail

Sextou com o Ruy

Como investir bem em um país que insiste em não dar certo

Para não depender do sucesso do Brasil nem da boa vontade dos governantes, o Felipe Miranda decidiu procurar por um ativo que desse grandes lucros e não estivesse ligado a nenhum desdobramento macroeconômico

projeções da corretora

XP Investimentos amplia cobertura e recomenda compra para dois FIIs de lajes corporativas

Cotas dos fundos PVBI11 e RECT11 têm potencial de alta de no mínimo 12% e oferecem rendimento de dividendo de até 8,4%

pandemia no país

Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes

O Brasil chegou a 4.455.386 casos de covid-19 desde o início da pandemia. Em 24 horas desde o boletim de ontem (16), foram registrados 36.303 novos diagnósticos positivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements