Menu
2020-05-05T15:54:10-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Decisão contra fintech

CVM suspende 26 ofertas da plataforma de crowdfunding da Finco Invest por 30 dias

Ofertas ficarão indisponíveis por 30 dias; órgão regulador do mercado de capitais vê documentos incompletos e ausência de informações essenciais

5 de maio de 2020
15:40 - atualizado às 15:54
Fintechs
Imagem: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão regulador do mercado de capitais do Brasil, suspendeu nesta terça-feira (5), com efeito imediato, todas as 26 ofertas da plataforma de crowdfunding da Finco Invest, uma fintech de investimentos colaborativos.

O crowdfunding é um instrumento que possibilita a captação de recursos para startups, por exemplo, a fim de se obter capital financeiro para produtos e serviços.

A decisão interrompe esses serviços por 30 dias. Segundo a análise técnica da CVM, as ofertas da Finco possuem documentos incompletos e ausência de informações essenciais para investidores e ofertantes tomem decisões de investimento.

A autarquia disse nenhuma das ofertas da Finco apresenta o contrato de investimento que deveria constar no pacote de documentos jurídicos, prevista em instrução.

"A norma estabelece que as plataformas apresentem, sobre cada oferta, informações claras, objetivas e adequadas ao tipo de investidor", disse Luis Miguel Sono, Superintendente de Registro de Valores Mobiliários.

Prazo de correção

Caso as irregularidades não sejam corrigidas em 30 dias, as ofertas podem ser canceladas definitivamente. A superintendência também determinou que a plataforma publique imediatamente um comunicado ao mercado, informando a decisão da suspensão.

A Finco Invest deverá comunicar a decisão a cada investidor que já tenha investido, permitindo revogação do valor aplicado em até 5 dias úteis após o comunicado.

Quem é a Finco

Na onda das empresas de tecnologia financeira, a Finco Invest é uma fintech com foco em crowdfunding.

A empresa é voltada para plataformas de investimento colaborativo para ajudar pequenas e médias companhias. Oferecendo oportunidades de investimentos coletivos, a Finco passou a operar em 2018, com autorização da CVM.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Segredos da bolsa

Com PIB brasileiro em foco, investidores monitoram juros futuros americanos e tensão em Brasília

O grande evento da semana é a divulgação dos números do Produto Interno Bruto brasileiro no ano passado, mas os investidores também monitoram o clima político em Brasília e os sinais de “superaquecimento” da economia americana

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies