Menu
2020-12-08T12:27:47-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
recuperando

Azul vê uma recuperação de 85% da demanda doméstica em novembro

Empresa tem aumento de 17,5% do tráfego e de 12,2% na capacidade em relação a outubro

8 de dezembro de 2020
8:00 - atualizado às 12:27
Avião da azul
Azul - Imagem: Shutterstock

A Azul (AZUL4) continuou vendo uma melhora sequencial do tráfego de passageiros em novembro, registrando uma recuperação de 85% da demanda por voos domésticos.

A companhia aérea anunciou na segunda-feira (7) à noite que o tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 17,5% em relação a outubro de 2020, frente a um crescimento de 12,2% na capacidade (ASKs), resultando em uma taxa de ocupação de 83,1%.

O resultado continua sendo puxado pelos voos dentro do País, dadas as restrições de entrada sendo impostas por diversos países por conta da pandemia de covid-19. A taxa de ocupação doméstica foi de 83,8% e a internacional totalizou 72,6% em novembro, na comparação com outubro.

“Esperamos que essa tendência [de recuperação] continue à medida em que aumentamos progressivamente a nossa operação. Iremos voar para 113 destinos até o final de 2020, aproveitando a flexibilidade da nossa frota e da nossa malha exclusiva, que nos permitem adequar rapidamente a capacidade à demanda”, disse, em nota, o CEO da Azul, John Rodgerson.

Melhorando aos poucos

Aos poucos, a Azul começa a ver a sua situação melhorar. A liquidez imediata cresceu 2% entre o segundo e o terceiro trimestre, para R$ 2,3 bilhões, levando a liquidez total a crescer 4,6%, para R$ 6,9 bilhões.

Mas a pandemia de covid-19 pesou muito sobre as operações, resultando em um prejuízo líquido de R$ 1,2 bilhão no terceiro trimestre, um aumento de 2,2 vezes em relação à perda de R$ 550,5 milhões apurada no mesmo período de 2019.

As notícias sobre vacinas contra o novo coronavírus vêm impulsionando as ações da Azul. Em novembro, as ações da empresa acumularam alta de 68,6%. No ano, porém, elas registram queda de 28,1%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

nada mal

Lucro da Cielo vem acima do esperado no 4º tri, apesar de queda de 68,3% em 2020

Empresa foi duramente afetada pela pandemia, mas corte de custos e retomada da economia ajudam no desempenho no fim do ano passado

NÚMEROS DA PANDEMIA

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas

Total de pessoas que não resistiram à pandemia do novo coronavírus subiu para 218.878 e casos somam 8.933.356

SD Premium - Lupa dos fundos

Coloque um pé no futuro com os fundos de criptomoedas desta gestora

A inovação por trás dos criptoativos está apenas no início, e com os fundos desta edição da Lupa você pode ganhar exposição às principais tendências desse novo e efervescente mercado

decisão judicial

Justiça ordena religação de internet do governo do RJ; Oi alega inadimplência

Empresa acusa o governo do Estado de ter uma dívida com a empresa desde 2017 – hoje ela está em R$ 300 milhões

promessa de ipo

Locaweb compra ConnectPlug por R$ 18 milhões e avança em segmento de alimentação

Empresa comprada começou em food services mas hoje também atende outros segmentos, com foco em pequenas e médias empresas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies