Menu
2020-04-15T19:11:07-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Silêncio violado

Azul e Itaú BBA pagam R$ 1,3 milhão para encerrar processo na CVM

A CVM investigava o descumprimento do período de silêncio no IPO da companhia aérea, em abril de 2017, quando uma apresentação de executivos vazou na internet

15 de abril de 2020
11:12 - atualizado às 19:11
Avião da Azul
Imagem: Shutterstock

A empresa aérea Azul e o Itaú BBA fecharam acordo e vão pagar R$ 1,3 milhão para encerrar um processo administrativo aberto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A xerife do mercado de capitais investigava o descumprimento do período de silêncio durante a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da companhia aérea, em abril de 2017. A Azul captou R$ 2 bilhões em sua estreia na bolsa.

Na época, a oferta chegou a ser suspensa depois que uma apresentação de David Neeleman e John Rodgerson, principais executivos da Azul, vazou em um site na internet.

Na apresentação, eles teriam usado material que não foi aprovado pela CVM e revelado informações que não estavam na prospecto do IPO, cujo coordenador líder era o Itaú BBA.

A autarquia liberou a oferta depois que a apresentação saiu do ar, mas manteve o processo.

Para encerrar a questão, os acusados no processo administrativo se comprometeram a pagar R$ 1,3 milhão, distribuídos da seguinte forma:

  • Azul S.A.: pagar à CVM o valor de R$ 400.000,00.
  • John Peter Rodgerson: pagar à CVM o valor de R$ 200.000,00.
  • David Gary Neeleman: pagar à CVM o valor de R$ 200.000,00.
  • Itaú BBA S.A.: pagar à CVM o valor de R$ 400.000,00.
  • Roderick Sinclair Greenlees: pagar à CVM o valor de R$ 50.000,00.
  • Eduardo Ferreira Guimarães: pagar à CVM o valor de R$ 50.000,00.

A área técnica da autarquia aprovou o acordo, que foi referendado pela diretoria.

O valor em si não deve fazer grande diferença para a Azul. De todo modo, o acordo acontece em um momento de forte pressão sobre o setor aéreo em consequência da pandemia do coronavírus.

Ontem saiu a informação de que o empresário David Neeleman, fundador e atual presidente do conselho de administração da companhia, se desfez de uma fatia importante de sua participação na empresa.

De acordo com a Azul, a venda ocorreu para honrar uma chamada de margem de um empréstimo pessoal de US$ 30 milhões feito pelo empresário e que tinha como garantia parte de suas ações da companhia.

Os papéis da companhia (AZUL4) fecharam em alta de 1,10%, cotados a R$ 16,53.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies