Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-23T14:03:38-03:00
Estadão Conteúdo
determinação da anvisa

4 navios de apoio offshore têm operações suspensas na Baía de Guanabara

Paralisação aconteceu após ao menos 30 casos confirmados de coronavírus; navios prestam serviço na região do pré-sal na bacia de Santos

23 de abril de 2020
14:02 - atualizado às 14:03
Petrobras
Imagem: Tania Regô/Agência Brasil

A Anvisa informou que quatro navios que prestam serviços offshore estão com as operações suspensas na Baía da Guanabara, no Rio de Janeiro, após pelo menos 30 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus (covid-19).

Os navios prestam serviço na região do pré-sal na bacia de Campos. Segundo a Petrobras, quem está respondendo pela suspensão das operações de um dos navios, o Seven Sun, é a Subsea, que afreta a embarcação.

"A Anvisa determinou que estas embarcações não podem operar. O objetivo é prevenir a disseminação do covid-19 entre seus tripulantes que normalmente cumprem jornadas de longa duração em alto mar", informou a Anvisa em nota.

O tempo de impedimento para cada navio poderá variar de acordo com a data do último caso a bordo em cada navio e também com a estratégia de substituição da tripulação para cada empresa.

A Anvisa disse ainda que foi determinado que a tripulação a bordo cumpra as medidas de isolamento, o que pode ser feito no próprio navio, em domicílio ou em hotéis pagos pelas empresas responsáveis pelos navios.

Estão parados na baía da Guanabara o Seven Sun, com três casos confirmados de coronavírus em isolamento em hotel; o Fulmar, com oito casos positivos e também isolados em hotéis; o Navegantes Pride, com 14 casos com isolamento em hotel e o Skandi Peregrino, com cinco casos isolados dentro do navio.

No caso do Seven Sun, de acordo com o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores do Transporte Aquaviários e Afins (FNTTAA), Ricardo Ponzi, a tripulação é composta por 90 pessoas.

"Não é o primeiro nem vai ser o último. Se tiver um colapso nessa atividade vai parar a produção de petróleo", alertou Ponzi ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. "Noventa por cento do petróleo vem do mar, só queremos que eles retornem em segurança para o alto mar", completou.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Prévia da estatal

Petrobras (PETR4) anuncia produção do terceiro trimestre hoje, mas os dados da ANP já antecipam o que vem por aí; confira

Os dados chegam ao mercado em um momento de fortes críticas à política de preços da companhia e ameaças de desabastecimento

Exile on Wall Street

Quem não tem teto de vidro? As implicações das ameaças ao teto de gastos sobre seus investimentos

Ameaça ao teto fiscal exige atenção redobrada sobre a necessidade de diversificação e algumas proteções para a carteira – e há possíveis bons hedges para o momento

bitcoin (BTC) hoje

É recorde! Bitcoin (BTC) atinge nova máxima histórica com o novo rali das criptomoedas

A aprovação do ETF nos EUA impulsionou a alta do bitcoin, mas a principal criptomoeda do mercado pode subir ainda mais, segundo analistas

MERCADOS HOJE

Ibovespa engata recuperação, mas segue sob pressão do risco fiscal; dólar tem alívio após leilão do BC, mas juros futuros disparam

A agenda local está esvaziada nesta semana, mas os investidores aguardam por um desfecho para a PEC dos precatórios

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: estaria o governo querendo furar o teto?

Ignorando o bom humor internacional de ontem, nós brasileiros vivemos nossa própria realidade, muito afetados com o vaivém de Brasília, que prejudicou bastante os mercados e que promete prejudicar ainda mais nos próximos dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies