Menu
2020-03-06T13:49:34-03:00
Velhos amigos

Trump e Bolsonaro se encontrarão no sábado em resort na Flórida

Trump e Bolsonaro já se encontraram outras três vezes em 2019: em março na Casa Branca, em julho durante reunião do G-20 em Osaka, Japão, e em setembro, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas

6 de março de 2020
13:49
Donald Trump e Jair Bolsonaro
Imagem: Alan Santos/PR

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou nesta sexta-feira (6) ao falar com jornalistas na Casa Branca que receberá o presidente Jair Bolsonaro em um jantar em Mar-a-Lago, resort no sul da Flórida (EUA). O encontro deve acontecer no sábado, dia 7, à noite, segundo fontes.

Os dois já se encontraram outras três vezes no último ano: em março na Casa Branca, em julho durante reunião do G-20 em Osaka, Japão, e em setembro, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas.

Nos encontros, Bolsonaro fez questão de mostrar admiração por Trump e tem repetido que apoia a reeleição do republicano. As eleições presidenciais nos EUA acontecerão em novembro.

Bolsonaro deve chegar a Miami no meio da tarde do sábado, para uma viagem que o Planalto já cogitou fazer outras vezes no ano passado. A agenda do presidente prevê seminários com integrantes do setor empresarial, encontro com a comunidade brasileira em Miami e reuniões com políticos locais. Na terça-feira, dia 10, ele viaja à cidade de Jacksonville, no norte do Estado, para visita à fábrica da Embraer. De lá, o presidente embarca novamente a Brasília.

Na segunda-feira, 9, durante seminário com integrantes do setor empresarial, Bolsonaro deve assinar acordo de defesa para aprofundar a cooperação entre os dois países na área, o RDTE (Pesquisa, Desenvolvimento, Testes e Avaliações). Na terça, Bolsonaro estará em um evento organizado pelo empresário Mario Garnero, sobre relação entre os dois países.

A comitiva presidencial será composta pelos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), além do presidente da Embratur, Gilson Machado, e do Secretário de Pesca, Jorge Seif.

Araújo segue para Washington depois da passagem por Miami. Na capital americana, o chanceler terá um encontro com o secretário de Estado, Mike Pompeo, e deve estar presente em cerimônia para assinar, no Tesouro americano, a adesão do Brasil ao programa "América Cresce", para financiamento de projetos em infraestrutura.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Teste de fé

Segredos da bolsa: Powell e Campos Neto testam a fé dos investidores nos banqueiros centrais

Testemunhos do presidente do Fed perante a Câmara e o Senado dos EUA e coletiva de Campos Neto tendem a inspirar cautela entre os investidores

dinheiro estrangeiro

Sem reformas, fim da pandemia pode não trazer investimentos

Desde 2015, a participação de estrangeiros nos títulos de dívida pública caiu de 20,8% para 9%; quadro fiscal piorou com a pandemia

coronavírus

Doria anuncia que São Paulo receberá 5 milhões de doses de CoronaVac

Segundo o governador de São Paulo, previsão é de que haja 46 milhões de doses até dezembro

o app dos jovens

TikTok banido dos EUA? Entenda a polêmica em torno do aplicativo

Trump prometeu tirar o aplicativo chinês do país neste domingo, mas medida não deve ser colocada em prática; entenda as razões por trás da ofensiva americana

entrevista

‘Não se pode esperar para cortar privilégio’, diz ex-secretário do Ministério da Economia

Paulo Uebel defende que o Congresso aprove uma regra de transição na proposta da reforma administrativa para incluir o fim dos privilégios que grupo de servidores atuais ainda goza

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements