Menu
2020-01-16T10:39:03-03:00
Estadão Conteúdo
hora do balanço

Recuperação do crédito recua 2,7% em 2019, revela Boa Vista

Número é obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da companhia

16 de janeiro de 2020
10:39
cartao-de-credito
Cartão de crédito - Imagem: Shutterstock

O indicador de recuperação de crédito da Boa Vista fechou o ano de 2019 em queda de 2,7% na comparação com 2018, informou nesta quinta-feira, 16, a empresa. O número é obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da companhia.

Na comparação anual, apenas a região Norte teve recuperação do crédito, de 2,2%. Na outra ponta está a região Sul, com queda de 7,5% no indicador, seguida de Centro-Oeste (-3,0%), Nordeste (-2,2%) e Sudeste (-1,9%).

Em dezembro, por outro lado, a recuperação de crédito atingiu 4,8% na margem, na série com ajuste sazonal. Nesta base, todas as regiões do País mostraram avanço no indicador. Sul e Centro-Oeste dividiram o primeiro lugar, com alta de 6,2%, seguidos de Sudeste (5,6%), Norte (2,7%) e Nordeste (1,1%).

A Boa Vista enxerga nos dados um indicativo de dificuldade dos consumidores de reequilibrarem as finanças de forma mais consistente. "Entre os principais fatores por trás desta dificuldade, é possível apontar os elevados níveis de desocupação e subutilização da mão de obra e o fraco crescimento da renda", diz a empresa em nota.

Por outro lado, a comparação mensal mostra que o resgate de recursos do FGTS pode ter servido para quitar dívidas, já que os últimos quatro meses de 2019 mostraram alta do indicador na margem. "Favorece também o aumento da recuperação e a redução das taxas de juros", completa a Boa Vista.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MERCADOS HOJE

De olho na MP da Eletrobras, Ibovespa começa a semana instável; dólar recua

Enquanto o exterior busca uma recuperação, por aqui os investidores estão de olho na Eletrobras e no recuo das commodities metálicas

Boletim focus semanal

Mercado eleva projeção para Selic em 2021

A taxa de juros que estava projetada em 6,25% agora vai para 6,50% até o final do ano. Para 2022, 2023 e 2024 a Selic permaneceu em 6,50%

O melhor do seu dinheiro

A B3 terá uma rival? Oportunidades no segmento de tecnologia, energia solar ganhando força e outras notícias do dia

Todo grande herói precisa de um antagonista à altura, nem que seja apenas para realçar seus feitos. Podemos até admitir que Gotham City seria uma cidade muito mais segura sem o Coringa, mas o que o Batman faria se não tivesse o grande inimigo? O mesmo acontece nos esportes. Michael Schumacher venceu sete campeonatos da […]

Fechando o cerco

Bitcoin cai 6% após Banco da China ameaçar encerrar contas envolvidas com criptomoeda

Além disso, a retirada de mineradores do país está afetando a taxa de mineração, que valida e dá segurança para a rede do bitcoin

Interesse estrangeiro

IPOs de grandes empresas devem trazer mais investidor estrangeiro para a Bolsa

Desde janeiro, o saldo de dinheiro estrangeiro na B3, a bolsa de valores de São Paulo, já chega a R$ 44 bilhões – número que contrasta fortemente com o primeiro semestre do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies