Menu
2020-06-05T11:50:51-03:00
Estadão Conteúdo
efeito coronavírus

Produção de veículos cai 84,4% em maio, diz Anfavea

Foram produzidas 43,1 mil unidades, o menor volume para o quinto mês do ano desde 1985, segundo a série histórica da associação

5 de junho de 2020
11:49 - atualizado às 11:50
SUVs carros montadoras
Imagem: Shutterstock

Ainda afetada pela pandemia do novo coronavírus, a produção de veículos no Brasil caiu 84,4% em maio ante igual mês do ano passado, informou nesta sexta-feira, 5, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em balanço que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Foram produzidas 43,1 mil unidades, o menor volume para o quinto mês do ano desde 1985, segundo a série histórica da associação.

O resultado, contudo, indica que o setor saiu do fundo do poço. Em abril, mês em que praticamente todas as fábricas estavam paradas, em razão das medidas de isolamento social para conter a pandemia, a indústria produziu 1,8 mil unidades, menor nível desde 1957.

O volume produzido em maio, mesmo abaixo da média do setor, representa aumento de 2.232,4 % na comparação com abril.

A situação melhorou porque a maioria das fábricas já voltou a produzir. Segundo o presidente da Anfavea, praticamente todas as marcas de caminhões já retomaram a produção, "mas em ritmo muito lento".

Entre as fábricas de automóveis, sete retornaram aos trabalhos em meados de maio. As demais oito têm previsão de retorno ao longo de junho.

No acumulado do ano, a produção atingiu 630,8 mil unidades, queda de 49,2% em relação a igual período do ano passado.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies