🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
Esquenta dos Mercados

Ata do Fed, briga de Guedes com empresas e vendas no varejo devem influenciar a bolsa hoje

O dia cheio pela frente deve movimentar o índice brasileiro; indicadores macroeconômicos brasileiros e crise política no radar

Renan Sousa
Renan Sousa
7 de julho de 2021
8:08 - atualizado às 8:09
nota de real com gráficos atrás
O ibovespa deve repetir a mesma história por mais um dia - Imagem: Shutterstock

Os dias esvaziados da bolsa devem ficar para trás. Para esta quarta-feira (07), o investidor deve ficar atento a uma série de indicadores, relatórios e, é claro, à crise política que corrói o governo federal.

Para começar, o IBGE deve divulgar nesta manhã os dados de vendas do varejo, o que pode indicar a tendência do pregão com o Ibovespa futuro. A mediana das expectativas dos especialistas ouvidos pelo Broadcast ficou em 2,50% de avanço mensal e 17,95% na comparação anual. O dado é um termômetro da atividade econômica brasileira e pode animar os negócios hoje. 

As brigas jurídicas envolvendo o Imposto de Renda também seguem no radar (mais abaixo), enquanto a CPI da Covid avança e deve frustrar ainda mais os planos do governo federal.

O risco político chegou a pressionar o índice brasileiro no pregão de ontem e empurrou o dólar de volta para a casa dos R$ 5,20

Confira mais destaques para esta quarta-feira (07):

Petrobras

Enquanto isso, as ações de uma das maiores empresas da bolsa brasileira devem ganhar um novo fôlego hoje. Os papéis da Petrobras devem se beneficiar do novo aumento de 7% no preço do gás natural, a partir do dia primeiro do próximo mês. Além disso, o avanço do preço do barril de petróleo, na manhã de hoje, também deve animar os negócios.

Os contratos futuros do petróleo estão apagando a forte queda de ontem, após um impasse envolvendo a Opep+ sobre a produção. Por volta das 7h20, o barril de petróleo Brent avançavam 1,57%, aos US$ 75,70.

Guedes x Empresas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vive um verdadeiro cabo de guerra com grandes empresas. A proposta de reforma tributária que elevaria o imposto sobre lucros e dividendos desagradou e segue pesando na bolsa brasileira.

Guedes agora procura agradar a todos: concorda em baixar a tributação para 15%, contanto que possa retirar os subsídios de até R$ 40 bilhões ainda este ano. O ministro segue em negociações com empresários enquanto empresas tidas como boas pagadoras de dividendos, como os bancos, seguem na bolsa de maneira cautelosa. 

Ata do Fed e Jolts

O principal Banco Central do mundo deve divulgar a ata de sua reunião mais recente hoje e movimentar os mercados. O Federal Reserve deve colocar no documento as perspectivas para os próximos meses, incluindo a política de incentivos monetários e taxa de juros.

As perspectivas de crescimento da economia americana apontam para um duplo sinal. Se, por um lado, podem animar os investidores na retomada das atividades, por outro, podem apontar para um “superaquecimento” da economia, com aumento mais forte da inflação.

Os dirigentes do Fed já afirmaram que só irão retirar os estímulos assim que a taxa de desemprego se normalizar. Por isso, todos os olhares estão voltados para os dados de emprego, incluindo o relatório Jolts, que deve ser divulgado hoje. 

As expectativas do mercado são de que o indicador venha com saldo positivo em 9.286 milhões de vagas. A taxa de desemprego dos EUA, na última leitura, acabou vindo mais alta do que o esperado e pressionou os índices para baixo.

Especialistas do mercado acreditam que a alta taxa de desemprego seja motivada pela baixa procura, tendo em vista o “superauxílio emergencial” do presidente americano, Joe Biden. Com a retirada desses estímulos, é esperado que o emprego volte a se normalizar. 

Bolsas pelo mundo

Os principais índices da Ásia encerraram o pregão desta quarta-feira (07) de maneira mista. As bolsas foram animadas por Nova York, mas sentiram o peso da cautela antes da ata do Federal Reserve, que deve ser divulgada ao longo do dia. 

Já os índices europeus amanheceram animados, com as projeções para a economia da Zona do Euro elevadas. Apesar disso, a cautela antes da ata do Fed deve contaminar as bolsas europeias ao longo do dia. 

Por fim, os futuros de Nova York avançam pela manhã. Os investidores devem ficar de olho tanto na ata do BC americano quanto no relatório de empregos jolts, que deve ser divulgado logo pela manhã. 

Agenda do dia

  • FGV: IGP-DI de junho (8h)
  • IBGE: Vendas do varejo e varejo ampliado (9h)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara (9h)
  • Anfavea: Produção e venda de veículos em junho (9h)
  • Estados Unidos: Relatório Jolts de emprego de maio (11h)
  • Banco Central: IC-Br de junho (14h30)
  • Estados Unidos: Publicação da ata da reunião de política monetária do Federal Reserve (15h)
  • Comissão especial da Câmara Que analisa a proposta de reforma administrativa (PEC32/20) promove audiência pública com ministro Paulo Guedes
  • Estados Unidos: Estoques de petróleo (17h30)
  • Início da reunião de ministros de finanças e dirigentes dos BCs do G20

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies