Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-08-06T14:06:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Pedido das montadoras

Anfavea defende que acúmulo de crédito de ICMS não pagos seja revisto na reforma tributária

Segundo a associação, a empresa com saldo credor de R$ 100 milhõe acaba por arcar com uma perda da ordem de 20%

6 de agosto de 2019
14:06
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Carlos Moraes, apresentou nesta terça-feira, 6, cálculo mostrando que o acúmulo de créditos de ICMS não pagos às montadoras é uma distorção que precisa ser corrigida na reforma tributária.

De acordo com as contas da Anfavea, se uma empresa tem saldo credor de R$ 100 milhões, por exemplo, ela acaba por arcar com uma perda da ordem de 20%.

Isso porque, de acordo com Moraes, esta empresa precisa manter o pagamento da sua folha de salário e, para tanto, acaba recorrendo a empréstimos no mercado para capital de giro a uma taxa de 1,25% ao mês que, ao final de 12 meses, remontará R$ 86 milhões.

Para o presidente da Anfavea, esta é uma parte do custo Brasil decorrente do sistema tributário brasileiro que impede o setor de fazer investimentos. "Esse é um custo tributário que faz com que não sejamos competitivos fora do Brasil e da Argentina."

Por isso, de acordo com Moraes, as propostas de reforma tributária do ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) e do economista Bernard Appy não podem manter o saldo credor sem data para pagamento.

"A cada R$ 100 milhões de crédito acumulado, perde-se 20%", disse o executivo.

Ele diz entender a situação financeira dos Estados, mas diz que setor e governadores precisam conversar para não deixarem os créditos acumularem.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro acompanha bolsas internacionais e recua, enquanto dólar avança hoje

Mercados operam no campo negativo hoje, no aguardo de dados de inflação nos EUA e de olho em sua influência sobre a decisão do Fed em aumentar os juros

O melhor do Seu Dinheiro

Plante hoje, colha amanhã: o que a agricultura pode te ensinar sobre o investimento em startups?

Investir em uma startup é como adubar uma semente e aqui você confere tudo para não deixar suas plantinhas na mão

Dia de decisão

Ações da Oi (OIBR3) disparam mais de 45% em dez pregões; Anatel decide hoje sobre venda para Claro, TIM e Vivo; acompanhe

Ações sobem na expectativa para reunião da Anatel que avalia a venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo; acompanhe ao vivo o encontro que acontece às 10h

DE OLHO NA BOLSA

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior operam sem direção definida de olho na inflação dos EUA e Ibovespa mira em coletiva de Paulo Guedes hoje

Depois de recuperar força e encerrar aos 112 mil pontos ontem (27), a bolsa brasileira deve acompanhar a divulgação do resultado primário do governo e a coletiva do ministro da Economia

Sextou com o Ruy

Investindo em startups: empresas iniciantes podem trazer ganhos absurdos com uma grande tacada, mas ela precisa ser certeira

Antes destinado para milionários, hoje em dia já existe plataforma aberta para você investir em startups com grande potencial de valorização. E com aportes tão pequenos quanto R$ 1 mil.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies