Menu
2020-04-14T15:16:37-03:00
Estadão Conteúdo
Efeito coronavírus

PIB do País deve cair 6% em 2020 por coronavírus, diz Moody’s Analytics

Para a América Latina, a expectativa é de contração de 5,5% este ano, o dobro do que foi na crise financeira mundial de 2008, disse a Moody’s

14 de abril de 2020
15:16
Agência de classificação de risco Moody's
Imagem: Shutterstock

A economia brasileira deve encolher 6% este ano por causa dos efeitos negativos na atividade da pandemia do coronavírus, prevê a Moody's Analytics, em teleconferência nesta terça-feira. Para a América Latina, a expectativa é de contração de 5,5% este ano, o dobro do que foi na crise financeira mundial de 2008, disse o diretor da instituição, Alfredo Coutiño.

O México deve ficar com a pior contração do Produto Interno Bruto (PIB) este ano na região, de 6,5%. "As duas maiores economias da região são as que mais vão sofrer", disse o diretor da Moody's Analytics no evento, ressaltando que o governo mexicano demorou a tomar medidas para conter os efeitos da crise.

Coutiño disse que o México depende muito dos Estados Unidos e o Brasil da China, economias que também terão piora substancial da atividade este ano. "O canal do comércio exterior é muito importante para estes dois países." Além disso, o Brasil e a América Latina como um todo dependem muito da evolução dos preços das commodities no mercado internacional, que estão despencando.

Entre outros países da América Latina, o Chile deve ter contração de 5,5%, o Uruguai de 5% e a Argentina, que já vem de um quadro recessivo, de 4,8%, prevê a Moody's Analytics.

Estas previsões levam em conta que o número de casos de coronavírus nos Estados Unidos não supere o nível de 8 milhões até junho. Se houver muitos mais contaminações do que o esperado, Coutiño disse que o PIB da América Latina pode ter contração maior, podendo chegar a 8% este ano.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Não tem para ninguém

CEO mais bem pago de 2020, Elon Musk recebeu US$ 11 bilhões mesmo sem salário fixo na Tesla

O executivo cumpriu metade das metas de seu pacote de remuneração e garantiu uma fatia bilionária de ações da montadora de carros elétricos

Fim de uma era?

Grupo Globo anuncia o fim da revista Época; publicação passará a circular como encarte de jornal

O site da publicação também será integrado ao do jornal em uma decisão que busca enfrentar a transição do conteúdo físico para o online

Explica direito isso aí...

Procon-SP cobra explicações de Gol, Azul, Latam e mais 7 aéreas sobre cancelamentos, remarcações e reembolsos na pandemia

As empresas têm até o dia 10 de maio para responderem questionamentos sobre sua política de comercialização de passagens no período

Melhorias no ar

Azul divulga projeções e aposta em recuperação total no início de 2022

A companhia aérea foi a única das Américas a aumentar seu caixa em 2020 e aposta em um Ebitda de cerca de R$ 4 bilhões no próximo ano

Podcast Tela Azul

CASH3: Conheça a Méliuz, sua estratégia de cashback e saiba por que esta ação tech está bombando

Em entrevista para o Podcast Tela Azul da Empiricus, Lucas Marques, COO da Méliuz, conta sobre a onda da estratégia de cashback e como ela funciona. É falado também do atual foco da companhia em Growth, e dos planos futuros. Entenda o que é o “jabutiCAC”, jargão que surgiu nesta edição.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies