Menu
2020-03-26T18:48:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Contra a crise

Petrobras adia pagamento de R$ 1,7 bi em dividendos e anuncia medidas para preservação do caixa durante crise

A petroleira espera equilibrar o seu fluxo de caixa para 2020, impactado pela redução abrupta dos preços e da demanda por petróleo e pela pandemia causada oelo novo coronavírus.

26 de março de 2020
10:02 - atualizado às 18:48
Petrobras
Imagem: shutterstock

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (26) que adiou o pagamento de dividendos aos acionistas referente ao exercício de 2019, que seria feito em 20 de maio para o dia 15 de dezembro.

A medida foi aprovada nesta quarta-feira (25) em reunião do Conselho de Administração da companhia. Segundo a companhia, a postergação do pagamento é uma das medidas adotadas para preservar o caixa da empresa em função da pandemia do COVID-19 e do choque de preços do petróleo

O pagamento da remuneração estava sujeita à deliberação da Assembleia Geral Ordinária (AGO), que também foi adiada e agora acontecerá no dia 27 de abril.

O pagamento segue as mesmas diretrizes já anunciadas. O montante total a ser pago será de R$ 1,7 bilhão para as ações ordinárias, sendo R$ 0,233649 por ação, e R$ 2,5 milhões para as ações preferenciais, sendo RF$ 0,000449 por ação). Os valores foram calculados com base no resultado anual de 2019.

As ações passarão a ser negociadas ex-direitos na B3 e na NYSE a partir de 28/04/2020, após a realização da AGO.

Preservação do caixa

A estatal também anunciou uma série de medidas para a redução do desembolso e preservação do caixa em um cenário de incertezas. Vale lembrar que além da pandemia, a petroleira também sofre com a redução abrupta dos preços e da demanda por petróleo.

Com as medidas anunciadas, a companhia espera equilibrar o seu fluxo de caixa para 2020.

Confira as medidas anunciadas:

  • Desembolso das linhas de crédito compromissadas (Revolving Credit Lines), no montante de cerca de US$ 8 bilhões, que devem entrar no caixa essa semana.
  • Desembolso de duas novas linhas que somam R$ 3,5 bilhões.
  • Redução e postergação de gastos com recursos humanos, no valor total de R$ 2,4 bilhões: adiamento do pagamento do Programa de Prêmio por Performance 2019, do pagamento de horas-extras, do recolhimento de FGTS e do pagamento de gratificação de férias.
  • Também serão postergados os pagamentos de 30% da remuneração mensal total do Presidente, Diretores, Gerentes Executivos e Gerentes Gerais;
  • Processos de avanço de nível e promoção para os empregados e avanço de nível de funções gratificadas de 2020 estão cancelados;
  • Redução de 50% no número de empregados em sobreaviso parcial nos próximos três meses e suspensão temporária de todos os treinamentos;
  • Otimizações do capital de giro;
  • Redução dos investimentos programados para 2020 de US$ 12 bilhões para US$ 8,5 bilhões;
  • Aceleração da redução dos gastos operacionais, com uma diminuição adicional de US$ 2 bilhões
  • Redução de gastos com intervenções em poços e otimização da logística de produção e postergação de novas contratações relevantes pelo prazo de 90 dias

Para lidar com a queda da demanda por derivados - especialmente diesel, gasolina e QAV-, a Petrobras também irá reduzir em um total de 100 bpd a sua produção de óleo até o final de março. A iniciativa busca burlar a sobreoferta no mercado externo e a redução da demanda mundial.

Combate ao coronavírus

A Petrobras também informou ao mercado as medidas que vem sendo tomadas para conter os impactos do coronavírus na companhia.

Segundo o comunicado, a empresa vem adotando uma série de ações para preservar a saúde de seus colaboradores e apoiar na prevenção do coronavírus em suas áreas operacionais e administrativas da empresa - todas elas de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

A petroleira também doou 600 mil testes para diagnóstico da doença ao Sistema Único de Saúde (SUS) e que devem chegar ao país em abril.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

efeito coronavírus

PIB do Brasil deve cair 2% em 2020, diz Fitch; América Latina deve encolher 2,6%

Projeção de queda para o PIB da América Latina é maior do que a observada durante a crise financeira global de 2008/2009

medida de prevenção

Doria estende em 15 dias quarentena em São Paulo

Segundo o governo, contágio já chegou a cem cidades paulistas; recomendação é que as pessoas fiquem em casa; serviços considerados essenciais continuam em funcionamento

país contra o coronavírus

Plano contra coronavírus não inclui socorro a grandes empresas e bancos no México

Programa do governo é calcado na ampliação de programas sociais e em investimento público para fomentar o emprego.

medida anticrise

CMN aumenta valor máximo de depósitos a prazo com garantia especial (DPGE)

Limite por titular passou de R$ 20 milhões para R$ 40 milhões; autorizado no dia 26, o DPGE também foi utilizado para dar liquidez ao mercado

de olho na recuperação

BC cria linha de crédito especial com recursos de fundos constitucionais

Segundo fontes, a estimativa é de que cerca de R$ 6 bilhões poderão ser disponibilizados pelos bancos às empresas que estão nas regiões atendidas por esses fundos

Situação de emergência

Argentina posterga pagamento de até US$ 10 bilhões da dívida pública para 2021

Texto do decreto cita a declaração de emergência nacional, em meio ao avanço da covid-19, para justificar a medida.

movimento global

BC de Israel corta taxa básica de juros de 0,25% para 0,1%

Para autoridade monetária do país, há uma excepcional volatilidade na taxa de câmbio, considerando as dificuldades da liquidez em dólar

olho no indicador

Investimentos sobem 1,2% em fevereiro ante janeiro, diz Ipea

Resultado sucedeu um avanço de 7,9%, deixando um carry-over de 5,4% para o primeiro trimestre de 2020

ficou para amanhã

Câmara adia sessão com plano Mansueto desta segunda para a terça-feira

Na sexta-feira, o plenário aprovou a urgência do projeto por 440 votos a favor e 15 contra

Arsenal contra o coronavírus

BC restringe pagamento de dividendos e aumento de salários e bônus pelos bancos

O objetivo é manter o máximo de recursos possíveis dentro dos bancos para que eles possam manter o crédito e absorver perdas futuras em meio à pandemia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements