Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-14T17:23:40-03:00
Estadão Conteúdo
Lael Brainard

Para diretora do Fed, é excepcionalmente importante admitir que ventos contrários vão durar

Nesse contexto, a diretora Lael Brainard defendeu os apoios fiscal e monetário como cruciais para sustentar o quadro econômico, no contexto atual da pandemia

14 de julho de 2020
17:20 - atualizado às 17:23
Edifício do Fed em Washington
Edifício do Fed em Washington - Imagem: Shutterstock

Diretora do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Lael Brainard afirmou nesta terça-feira, 14, que é "excepcionalmente importante" admitir que os ventos contrários para a economia americana durarão por um tempo. Nesse contexto, ela defendeu os apoios fiscal e monetário como cruciais para sustentar o quadro econômico, no contexto atual da pandemia.

Brainard falou em evento virtual da National Association for Business Economics (Nabe). Ao responder a questões, a diretora do Fed disse que a instituição está atenta aos riscos de que a inflação fique ainda mais baixa. "Precisamos evitar que as expectativas de inflação recuem", notou, enfatizando a importância de que essas expectativas fiquem ancoradas, a fim de que o BC consiga atingir sua meta de 2% ao ano.

A diretora ainda comentou sobre a possibilidade de o Fed lançar mão de juros negativos. Segundo ela, ao se analisar os prós e contras, o instrumento "não é algo atraente para os EUA".

Ela mencionou que os juros negativos poderiam, por exemplo, gerar impactos indesejados nos mercados monetários.

Brainard considerou a possibilidade de que seja usado o controle da curva de juros curtos e médios, embora também tenha dito que antes disso serão necessárias mais análises.

Ela também comentou que a contração econômica é "sem precedentes em tempos modernos", por sua gravidade e pela velocidade.

A diretora notou que o emprego e a atividade econômica reagiram mais rápido do que o antecipado, mas disse que as novas ondas de casos são um lembrete de que a pandemia ainda é o principal driver da economia.

Na avaliação da autoridade, os riscos de baixa predominam no cenário e a recuperação deve enfrentar ventos contrários. Nesse contexto, ela argumentou pela manutenção do apoio fiscal e da política monetária. Quanto a esta, ela disse que a política terá de mudar da "estabilização para a acomodação", a fim de apoiar a retomada.

Brainard disse que, com os juros baixos, uma diretriz ("forward guidance") pode ser um instrumento vital para prover mais acomodação. Segundo ela, pode ser benéfico reforçar a credibilidade do forward guidance, bem como adicionar metas à curva de juros curtos e médios. Sobre o controle da curva, contudo, ela ressalvou: "Diante da falta de familiaridade com metas de controle da curva de juros nos Estados Unidos, uma abordagem dessa deveria entrar em foco apenas após análises e discussões adicionais."

Para a diretora do banco central, o quadro na economia é de divergência nos efeitos da pandemia. Alguns setores, como o industrial e o de construção de residências mostram recuperação, enquanto "os serviços ao consumidor devem ficar mais reféns do distanciamento social".

Sobre o mercado de trabalho, ela vê uma recuperação nos últimos dois meses, concentrada entre trabalhadores que haviam sido afastados temporariamente.

Brainard ainda advertiu que uma segunda onda de casos da covid-19 pode provocar volatilidade e eventuais perturbações nos mercados, "em um momento de maior vulnerabilidade".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: mais imposto, indefinição sobre dívidas e desaceleração na China

O Ibovespa acumulou uma perda de 2,5% na semana que termina e o dólar à vista avançou 0,28%, para R$ 5,28.  Foram três os principais fatores que impactaram os mercados: o anúncio de aumento de impostos, a indefinição sobre os precatórios — dívidas do governo com sentença judicial definitiva — e uma possível desaceleração da […]

Podcast Mesa Pra Quatro

De corretor de investimentos a árbitro e comentarista de futebol: conheça a trajetória de Arnaldo Cézar Coelho

O ex-árbitro e ex-comentarista de futebol é o convidado do podcast Mesa Pra Quatro. Ele conta como sua mãe influenciou a investir em imóveis e fala sobre a sua trajetória no mercado financeiro, um lado que poucos conhecem – confira agora

nome limpo na praça

Boa Vista (BOAS3): Itaú BBA inicia cobertura com ‘compra’ e potencial de alta de 27%

Preço-alvo para 2022 foi estabelecido em R$ 15,50, apoiado na tese de crescimento da companhia e do mercado de serviço de informações de crédito

de olho na inovação

Bitcoin é ineficiente como moeda e bom apenas para especulação, diz ‘Papa’ do valuation

Damodaran disse que a importância que tem sido dada ao bitcoin é desproporcional em relação ao seu papel na economia e minimizou a adoção da criptomoeda por El Salvador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies