Menu
2020-03-11T15:02:53-03:00
Estadão Conteúdo
de olho nas projeções

Opep volta a diminuir projeção para PIB global com coronavírus, agora para 2,4%

Há um mês, a entidade havia feito um leve ajuste em sua estimativa para este ano, de 3,1% para 3,00%

11 de março de 2020
15:02
coronavírus china
Imagem: Shutterstock

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) diminuiu mais uma vez sua projeção para o crescimento global do Produto Interno Bruto (PIB) de 2020. Há um mês, a entidade havia feito um leve ajuste em sua estimativa para este ano, de 3,1% para 3,00%. Agora, cortou a taxa para 2,4%.

"Após um crescimento econômico consideravelmente mais fraco no Japão, na zona do euro e na Índia no segundo semestre de 2019, os desenvolvimentos relacionados ao covid-19 exigiram uma revisão descendente da previsão de crescimento do PIB para 2020", argumentou a entidade que tem sede em Viena por meio de seu relatório mensal divulgado nesta quarta-feira.

A expectativa para o crescimento do PIB dos Estados Unidos, por exemplo, foi revisado para 1,6% em 2020 devido a uma desaceleração antecipada do consumo em meio a incertezas crescentes, desencadeada pela queda dos mercados de ativos. Para a zona do euro, a diminuição da projeção da expansão foi para 0,6% em 2020, principalmente por causa da expectativa de redução de exportações, desaceleração do consumo em algumas economias e o "desenvolvimento drástico" observado na Itália - o país mais afetado até o momento pelo vírus fora da China.

A previsão para o PIB do Japão em 2020 foi revisada para uma queda de 0,2%. A Opep citou que, além de um crescimento muito inferior ao estimado no quarto trimestre do ano passado, a combinação com os efeitos relacionados ao covid-19, também levou à alteração.

Após um crescimento de 6,1% em 2019, a previsão de crescimento econômico para 2020 na China foi alterada da mesma forma, considerando os impactos do vírus sobre a economia, só que para 5,0%.

Brasil

A deterioração do ambiente externo foi um fator que igualmente levou a Organização a diminuir sua projeção para a expansão da economia indiana, que este ano deve crescer 5,2%, ainda influenciada negativamente por questões internas. O crescimento do Brasil foi revisado para 1,6% em 2020, impactado pela desaceleração do comércio externo", mencionou a entidade.

Para a Rússia, a previsão de expansão foi mudada para 0,8% em 2020, impactada pelo declínio nos mercados de exportação de commodities. "Outros riscos negativos para a economia mundial permanecem, dada a incerteza em relação à magnitude dos impactos relacionados ao covid-19."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Balanços

Por que as ações do Santander caem mesmo com lucro acima do esperado?

Ninguém discorda que os resultados do Santander foram muito bons. Mas os analistas que cobrem o banco questionaram se os números se sustentam nos próximos balanços

CRESCENDO

Superintendência do Cade aprova compra da Easynvest pelo Nubank

Compra da Easynvest é a terceira feita pelo Nubank em 2020 e visa atingir desbancarizados

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Exile on Wall Street

Save the date: a alma do investidor imoral

Assim como a vida, o investimento também é um ato de equilibrar forças ambivalentes, a intuição de Dionísio com as técnicas de valuation nas planilhas de Apolo

Mercados hoje

Noticiário corporativo não traz fôlego suficiente e Ibovespa opera instável

A temporada de balanços corporativos, com os resultados do terceiro trimestre de 2020, começa a ganhar força no Brasil e no exterior, com grandes empresas entregando um resultado satisfatório.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies