Menu
2020-10-16T07:36:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
SINCERÃO

Maia reafirma que aprovação da reforma administrativa não deve ocorrer neste ano

Por outro lado, Maia se mostrou mais otimista em relação às perspectivas da reforma tributária

16 de outubro de 2020
7:36
30/11/2018 PPI –  Reunião com Grupo de Integrantes da Juventude
(Brasília - DF, 30/11/2018) Rodrigo Maia. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a demonstrar descrença na possibilidade de uma reforma administrativa ser aprovada este ano, dizendo que se trata de algo "praticamente impossível".

Segundo ele, a comissão especial que irá discutir a proposta enviada pelo governo federal começará a funcionar nas próximas semanas.

"Pelos prazos (regimentais) é praticamente impossível que ela seja votada, mas foi importante o governo mandar. Sem dúvida nenhuma, esse debate é muito importante, precisa modernizar, gerar eficiente e produtividade do gasto público", afirmou ele, na quinta-feira (15), em live sobre "O papel do poder Legislativo na recuperação econômica", promovida pelo banco BMG.



O governo enviou a reforma administrativa no início de setembro ao Congresso. A proposta não inclui magistrados, parlamentares, militares e membros do Ministério Público. O texto também deixou de fora das mudanças os servidores atuais. Maia também defende que as regras sejam apenas para novos servidores.

Por outro lado, Maia se mostrou mais otimista em relação à reforma tributária, que ele classificou como a "mais importante de todas" do ponto de vista de crescimento econômico. "O prazo das 40 sessões (da comissão) já está vencido. Construindo um acordo com o governo, com o ministro Paulo Guedes, tem total condições de trazer a voto", afirmou.

Além das reformas estruturantes, Maia elencou a modernização da lei cambial e o projeto de lei que trata da navegação de cabotagem como os mais relevantes que devem ser votados ainda neste ano, além das medidas provisórias.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

varejo online

B2W tem alta de 56% nas vendas e diminui prejuízo, que chega a R$ 43,8 milhões

Linha final do balanço é 57% melhor do que há um ano, enquanto mercado falava em prejuízo de R$ 60 milhões no terceiro trimestre; receita teve alta de 58,5% no período

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies