Menu
2020-05-06T10:07:44-03:00
Estadão Conteúdo
CRISE NA TELEFONIA

Lucro da Telefônica Brasil cai 14,1% e atinge R$ 1,153 bi no 1º trimestre

Também houve queda da receita, em meio à pandemia do coronavírus, e piora do resultado financeiro.

6 de maio de 2020
10:07
Sede da Telefônica
Sede da Telefônica - Imagem: Divulgação

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, teve lucro líquido de R$ 1,153 bilhão no primeiro trimestre de 2020, baixa de 14,1% em relação ao mesmo período de 2019, conforme balanço publicado nesta quarta-feira, 6. A operadora explicou que teve queda no lucro por causa de despesas maiores no trimestre com impostos e depreciação dos ativos.

Também houve queda da receita, em meio à pandemia do coronavírus, e piora do resultado financeiro. Esses efeitos foram parcialmente compensados pela redução de outros custos operacionais.

O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 4,507 bilhões, avanço de 3,4% na mesma base de comparação. A margem Ebitda subiu de 39,7% para 41,6%.

Já o Ebitda recorrente, que exclui os ganhos resultantes das vendas de torres de telefonia, atingiu R$ 4,431 bilhões, alta de 1,6%. A margem Ebitda recorrente cresceu de 39,7% para 40,9%.

A receita líquida totalizou R$ 10,825 bilhões no trimestre, baixa de 1,4%.

O resultado financeiro líquido gerou uma despesa de R$ 195 milhões, montante 116% maior, impactada por perdas com operações de derivativos e variações monetárias e cambiais.

Custos operacionais

A Telefônica Brasil registrou custos operacionais de R$ 6,318 bilhões no primeiro trimestre de 2020, recuo de 4,5% em comparação com o mesmo intervalo de 2019.

As principais baixas ocorreram nas linhas de custo das mercadorias vendidas (-16,8%) e nas despesas de comercialização dos serviços (-9,6%).

No caso do custo das mercadorias, a queda reflete a menor atividade comercial em função da covid-19. No segundo caso, está relacionada à crescente digitalização e automação de atividades relacionadas ao atendimento ao cliente.

As despesas gerais e administrativas caíram 0,3% devido a medidas de controle de gastos.

Já as provisões para créditos de liquidação duvidosa (clientes inadimplentes) aumentaram 6,7%, para R$ 455 milhões. Com isso, as provisões chegaram a 2,9% da receita bruta no trimestre, alta de 0,3 pontos porcentuais.

Investimentos

A Telefônica Brasil investiu R$ 1,648 bilhão no primeiro trimestre de 2020, recuo de 2,8% ante o mesmo período de 2019. Esse montante representa 15,2% da receita líquida do período, em linha com a meta trienal divulgada pela companhia.

Os aportes foram destinados à implementação das redes de fibra ótica e TV por internet IPTV e ao reforço de capacidade nas tecnologias 4G e 4.5G, além de manutenção e conservação da rede, suportando o crescimento da demanda por dados.

A tele chegou ao fim de março com caixa líquido de R$ 1,337 bilhão, correspondente a uma dívida bruta de R$ 4,643 bilhões e um salto em caixa de R$ 5,493 bilhões. Essa contabilidade exclui efeitos da norma IFRS 16.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

evolução

Indústrias de grandes economias registram aceleração em fevereiro

Manufatura da zona do euro se expande no ritmo mais forte em três anos, enquanto Japão tem primeira alta desde abril de 2019

dragão à vista

Economistas voltam a piorar projeções para inflação e dólar em 2021

Possibilidade de dólar fechar o ano abaixo de R$ 5,00 ficou ainda mais remota, segundo mediana de projeções divulgada pelo BC

O melhor do Seu Dinheiro

Quem vai ganhar a corrida das varejistas?

Quem será o novo Magazine Luiza? Essa pergunta virou quase um clichê no mercado depois que a varejista se tornou um dos maiores casos de sucesso da bolsa, com uma valorização de quase 35.000% desde dezembro de 2015. Entre o antigo modelo de lojas de rua e o promissor varejo online, o segredo da empresa […]

alívio no caixa

Governo reabre programa para renegociação de dívidas das empresas

A ideia é proporcionar um alívio no caixa das empresas no momento em que governadores decretaram o fechamento de estabelecimentos não essenciais devido ao colapso em seus sistemas de saúde

briga de galo

IMC mantém, por ora, contrato de franquia com KFC

Juízo indefere pedido da KFC de revogação da exclusividade da IMC na administração das operações KFC no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies