Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-19T09:21:45-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
diante da crise

Indonésia, Filipinas e Taiwan têm juros reduzidos em reação ao coronavírus

Na Indonésia, a redução é em 0,25 ponto porcentual, a 4,50%, o menor nível desde abril de 2018

19 de março de 2020
6:40 - atualizado às 9:21
Imagem mostra jogo de xadrez com simulações de gráficos
Qual a sua estratégia? - Imagem: Shutterstock

O Banco Central da Indonésia e a autoridade monetária das Filipinas e de Taiwan decidiram cortar sua taxa básica de juros, à medida que a pandemia de coronavírus comprometeu a perspectiva econômica dos países.

Na Indonésia, a redução é em 0,25 ponto porcentual, a 4,50%, o menor nível desde abril de 2018. A decisão surpreendeu, um vez que sete de oito economistas consultados pelo The Wall Street Journal previam manutenção da taxa.

Diante dos efeitos do coronavírus, o BC indonésio reduziu sua projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) doméstico em 2020, de uma faixa de 5% a 5,4% para o intervalo de 4,2% a 4,6%.

Para 2021, a instituição prevê recuperação, com a expansão da economia acelerando para 5,2% a 5,6%. Em, 2019, o PIB indonésio cresceu 5%.O BC indonésio também prometeu garantir liquidez suficiente em rupias no sistema financeiro do país.

O Banco Central das Filipinas decidiu cortar sua taxa básica de juros em 0,50 ponto porcentual, a 3,25%. O BC filipino também reduziu os juros dos instrumentos overnight para concessão de empréstimos e depósitos, a 3,75% e 2,75%, respectivamente.

A autoridade monetária das Filipinas cortou suas projeções para a inflação doméstica em 2020, a 2,2%, e também para 2021, a 2,4%, devido à forte queda recente nos preços do petróleo e ao impacto do coronavírus na economia do país. Em fevereiro, o BC filipino previa inflação de 3% este ano e de 2,9% no próximo.

Em Taiwan, o Banco Central reduziu juros pela primeira vez em quase quatro anos, citando a rápida deterioração da perspectiva econômica global e a drástica volatilidade dos mercados financeiros em razão da pandemia de coronavírus.

O BC taiwanês cortou seu juro básico - a de desconto - em 0,25 ponto porcentual, para 1,125%. A autoridade monetária também cortou sua taxa de empréstimos com seguro, de 1,75% a 1,50%, e a equivalente sem seguro, de 3,625% a 3,375%.

Segundo o BC taiwanês, os cortes se tornaram necessários, uma vez que a pandemia afetou as cadeias de suprimento do território, prejudicando seu setor manufatureiro e reduzindo o consumo no setor de serviços.

Na Suíça, sem redução

O Banco Central da Suíça (SNB, pela sigla em inglês) decidiu manter sua taxa de depósito em -0,75%, contrariando a tendência de outros BCs. A decisão veio em linha com a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. A taxa se encontra nesse nível desde janeiro de 2015.

O BC suíço, porém, decidiu elevar o patamar de isenção a partir de 1º de abril, reduzindo assim o fardo da taxa negativa sobre o setor bancário. O fator do patamar subiu de 25 para 30.

O SNB disse ainda que está intervindo com mais intensidade no mercado cambial "para contribuir para a estabilização da situação" e que suas ações são necessárias "para reduzir a atratividade do franco suíço".

*Com Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras privatizada vira possibilidade, Itaú revisa projeções para o Brasil e outros destaques

A proximidade do ano eleitoral não aprofunda apenas as discussões sobre o aumento de gastos do governo com medidas assistencialistas, como o Auxílio Brasil e o auxílio aos caminhoneiros, confirmados na semana passada após uma manobra no teto de gastos. Com outubro engatando a reta final, restam poucas folhas no calendário de 2021 e oportunidades […]

privatização no radar

Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com rumores sobre privatização

Mais cedo, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras na mira da privatização ajuda Ibovespa a recuperar parte das perdas recentes e bolsa sobe 2%; dólar cai a R$ 5,56

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abriu espaço para uma recuperação puxada pela Petrobras

FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

Vídeo

All time high do Bitcoin: como fica o mercado de criptos com a principal moeda em alta?

Analista de criptomercado comenta sobre a situação atual desse cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies