Menu
2020-05-26T18:19:48-03:00
Estadão Conteúdo
Pessimismo aumenta

IIF passa a prever que PIB do Brasil terá contração de 6,9% em 2020

Em relatório divulgado nesta terça-feira, 26, a instituição explica que a crise terá efeitos duradouros para o País

26 de maio de 2020
18:19
pib 2020
Imagem: Shutterstock

O Instituto Internacional de Finanças (IIF) cortou a previsão para o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano, de contração de 4,1% na projeção anterior para retração de 6,9% na atual. Em relatório divulgado nesta terça-feira, 26, a instituição explica que a crise terá efeitos duradouros para o País. "A recuperação da recessão 2015-16 foi lenta e muito incompleta", destaca.

A revisão para a economia brasileira contribuiu para novo corte nas estimativas para o PIB da América Latina, que deve recuar 7,5% neste ano, frente à previsão de anterior de queda de 4,5%. "Embora a estabilização das condições financeiras seja positiva para as perspectivas na América Latina, o impacto sobre a atividade real no primeiro trimestre foi mais profundo do que esperávamos e os indicadores de sentimento devem permanecer deprimidos no segundo trimestre", explica.

Segundo o IIF, a crise na região é notável por sua velocidade, com um único trimestre custando cerca de 10% da produção total.

O instituto destaca que, em 2008, a recuperação foi rápida, sustentada por estímulos de Pequim. "Desta vez, o apoio político da China é moderado, como foi durante guerra tarifária de 2019. Isso é compatível com uma recuperação moderada na América Latina no segundo semestre do ano, supondo que a propagação do vírus esteja contida globalmente", ressalta.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Mercados hoje

Ibovespa sobe de olho em privatizações e reformas; dólar recua mais de 1%

Em evento do Credit Suisse, Bolsonaro e Guedes reafirmaram o compromisso com o andamento das reformas e das privatizações, o que apaga a perspectiva negativa com a saída de Wilson Ferreira Junior da Eletrobras.

ministro pistola

Guedes renova esperança com avanço de reformas e critica Maia

Ministro critica “disfuncionalidade” do sistema político por permitir que centro-esquerda domine votações, apesar da vitória da centro-direita nas eleições

reunião

Alguns membros julgam que Copom deveria considerar início de normalização parcial

O Copom, no entanto, manteve na semana passada a Selic em 2,00% ao ano pela quarta reunião consecutiva.

o melhor do seu dinheiro

Dando nome aos cavalos

A bolsa brasileira viveu um dos maiores períodos de valorização de sua história entre 2003 e 2008, a mesma época em que comecei a acompanhar o mercado financeiro mais de perto. Dessa fase eu guardo bem viva na memória uma entrevista que fiz com um gestor de fundos que havia ficado entre líderes dos famigerados […]

Painel sobre América Latina

Bolsonaro adota tom positivo para reformas e vacinas em evento do Credit Suisse

O painel também conta com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies