Menu
2020-05-14T17:22:38-03:00
Estadão Conteúdo
Em videoconferência

Guedes pede que empresários conversem com outros poderes sobre retomada

Na mesma videoconferência em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu para empresários “jogarem pesado” com governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), contra medidas de isolamento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou do empresariado que conversem com os “outros Poderes”

14 de maio de 2020
17:22
Paulo Guedes
Paulo Guedes na abertura oficial do Fórum de Investimentos Brasil. - Imagem: Brasil Investment Forum

Na mesma videoconferência em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu para empresários "jogarem pesado" com governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), contra medidas de isolamento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou do empresariado que conversem com os "outros Poderes" e não apenas o Executivo para a retomada da economia.

O ministro e o presidente participaram nesta quinta-feira, 14, de reunião virtual com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e demais empresários. Apesar de pedir mais uma vez que o empresários busquem conversar com o Congresso e o Supremo, Guedes negou, contudo, estar fazendo pressão.

"A gente defende com certo entusiasmo e às vezes há uma má leitura disso. 'Ah, eles tão querendo pressionar isso, pressionar aquilo'. Não é nada disso. Acreditamos no Congresso, acreditamos justamente de que a coisa vai dar certo no final. Agora, temos que lutar", disse Guedes.

Antes, o ministro falou em um "sacrifício" por parte dos empresários pedindo que dialoguem com os outros poderes públicos. "A hora é de sacrifício, os senhores (empresários) têm que chamar realmente, o conselho do presidente é o seguinte: chamem os outros poderes, conversem com os outros poderes."

Guedes citou que não depende de Bolsonaro acabar com as medidas de restrição ao comércio e que essa "decisão desceu para os governadores". "Uma coisa é você ficar um certo tempo fechado. A outra coisa é você de repente descontinuar a produção nacional e mergulhar em uma depressão. Então, esse é o alerta do presidente, nós não queremos pressionar nenhum poder."

Para o ministro, o Congresso tem um perfil reformista e pode ajudar o governo a "surpreender o mundo". "Sabemos que os sinais vitais ainda estão preservados, ou seja, temos chance de fazer uma recuperação em V. Acredito que o Congresso nosso pode nos ajudar a surpreender o mundo sim."

Guedes, contudo, pediu a mediação dos empresários no relacionamento com o parlamento. "Nós precisamos do apoio dos senhores, que sempre financiaram campanhas eleitorais, que têm acesso a todos os parlamentares, que têm intimidade com presidente da Câmara e presidente do Senado, os senhores têm acesso. Trabalhem esse acesso para nos apoiar", declarou.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

fechando a conta

Mais um tombo aí? Ibovespa cai 3% e termina outubro no vermelho, com avanço da covid-19

Índice tem novas perdas fortes em semana difícil e fecha mês em queda de 0,7%. Desempenho reflete mau humor de Nova York com coronavírus e a sangria das ‘big techs’, antes das eleições dos Estados Unidos, fator de incerteza adicional. Após intervenção do Banco Central e com a formação da Ptax, dólar tem queda

pandemia

Governo vai comprar vacina desenvolvida na China, diz Mourão

Vice-presidente disse que polêmica em torno da vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan é “briga política” com Doria

DESTAQUE DO DIA

Apesar do prejuízo, Suzano tem balanço bem avaliado por analistas

Analistas destacam que Ebitda superou estimativas e elogiam fluxo de caixa livre e desalavancagem

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies