Menu
2020-05-14T17:22:38-03:00
Estadão Conteúdo
Em videoconferência

Guedes pede que empresários conversem com outros poderes sobre retomada

Na mesma videoconferência em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu para empresários “jogarem pesado” com governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), contra medidas de isolamento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou do empresariado que conversem com os “outros Poderes”

14 de maio de 2020
17:22
Paulo Guedes
Paulo Guedes na abertura oficial do Fórum de Investimentos Brasil. - Imagem: Brasil Investment Forum

Na mesma videoconferência em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu para empresários "jogarem pesado" com governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), contra medidas de isolamento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou do empresariado que conversem com os "outros Poderes" e não apenas o Executivo para a retomada da economia.

O ministro e o presidente participaram nesta quinta-feira, 14, de reunião virtual com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e demais empresários. Apesar de pedir mais uma vez que o empresários busquem conversar com o Congresso e o Supremo, Guedes negou, contudo, estar fazendo pressão.

"A gente defende com certo entusiasmo e às vezes há uma má leitura disso. 'Ah, eles tão querendo pressionar isso, pressionar aquilo'. Não é nada disso. Acreditamos no Congresso, acreditamos justamente de que a coisa vai dar certo no final. Agora, temos que lutar", disse Guedes.

Antes, o ministro falou em um "sacrifício" por parte dos empresários pedindo que dialoguem com os outros poderes públicos. "A hora é de sacrifício, os senhores (empresários) têm que chamar realmente, o conselho do presidente é o seguinte: chamem os outros poderes, conversem com os outros poderes."

Guedes citou que não depende de Bolsonaro acabar com as medidas de restrição ao comércio e que essa "decisão desceu para os governadores". "Uma coisa é você ficar um certo tempo fechado. A outra coisa é você de repente descontinuar a produção nacional e mergulhar em uma depressão. Então, esse é o alerta do presidente, nós não queremos pressionar nenhum poder."

Para o ministro, o Congresso tem um perfil reformista e pode ajudar o governo a "surpreender o mundo". "Sabemos que os sinais vitais ainda estão preservados, ou seja, temos chance de fazer uma recuperação em V. Acredito que o Congresso nosso pode nos ajudar a surpreender o mundo sim."

Guedes, contudo, pediu a mediação dos empresários no relacionamento com o parlamento. "Nós precisamos do apoio dos senhores, que sempre financiaram campanhas eleitorais, que têm acesso a todos os parlamentares, que têm intimidade com presidente da Câmara e presidente do Senado, os senhores têm acesso. Trabalhem esse acesso para nos apoiar", declarou.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mudanças

Governo estudará como zerar imposto sobre diesel de forma definitiva, diz Bolsonaro

O governo também vai cortar benefícios dados a pessoas com deficiência na aquisição de veículos e extinguir o Reiq, que concede incentivos para o setor.

calma, gente

XP considera exagerada reação do mercado à alta de impostos sobre bancos

Analistas ponderam impacto que alta do tributo terá no lucro e no valuation e mantêm recomendação de compra para Bradesco e BB

Exile on Wall Street

O Brasil do Doutor Castor

Castor de Andrade foi talvez o mais famoso bicheiro brasileiro. Tinha, quase literalmente, um exército trabalhando para si. Chegou a contar com mais de cem policiais a seu dispor, além de vários servidores públicos, políticos proeminentes e juízes sob sua influência. Apareceu na posição de segundo homem mais rico do Brasil no meio da década […]

MERCADOS HOJE

Dólar bate R$ 5,71 mesmo após duas intervenções do BC; bolsa recua 1,4%

As bolsas pelo mundo operam em movimento de realização de ganhos, o que é uma péssima notícia para o Brasil, que também tem que lidar com os próprios demônios

preparando para batalha

Dasa vai atrás de recursos para competir com Rede D’Or, Hapvida e Notre Dame Intermédica

Grupo de medicina diagnóstica da família fundadora da Amil segue com planos para fazer re-IPO, em meio à consolidação do mercado de saúde

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies