Menu
2020-11-13T15:18:19-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
DEMONSTRANDO RESPONSABILIDADE

Guedes diz que não haverá aumento de impostos e defende teto de gastos

Ministro da Economia busca reforçar compromisso do governo federal com controle das contas públicas e com reformas

13 de novembro de 2020
15:18
Ministro Paulo Guedes
Ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Isac Nóbrega/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (13), durante o 39º Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex) que o governo atual, por ser uma aliança de centro-direita, não vai aumentar impostos.

Ele criticou quem defende uma mudança no teto de gastos, o que é uma percepção de "fura teto" com apelos políticos. Os defensores da mudança do teto, sugerem como contrapartida um aumento de impostos para fazer frente a novos gastos sociais, com o que o ministro diz não concordar.

"Nós somos uma aliança de centro-direita e não vamos aumentar impostos", reiterou o ministro

De acordo com ele, governos anteriores permitiram a expansão descontrolada de gastos públicos e causaram a disfuncionalidade e mau funcionamento da economia.

Cenário fiscal

O ministro da Economia falou sobre economia, de modo geral, mas foi para o fiscal que ele dedicou mais tempo da sua fala. "Chegamos e falamos que nosso inimigo era o descontrole de gastos públicos", lembrou.

Guedes também aproveitou o espaço para alfinetar economistas "de alto pedigree", nas palavras dele, que têm, também, sugerido mudanças no teto de gastos.

De acordo com ele, são representantes da social democracia que permitiram o excesso de gastos que levou o fiscal do País à atual situação.

"Nós não vamos aumentar impostos. Então vamos precisar do teto de gastos. O teto virou símbolo, a bandeira contra excesso de gastos. Vamos precisar dele", reforçou o ministro.

Gastos sociais e reformas

O ministro voltou a afirmar que o auxílio emergencial vai terminar em 31 de dezembro deste ano e que, a partir desta data, os gastos sociais vão aterrissar no Bolsa Família.

Na quinta-feira (12), ele disse que o auxílio criado para mitigar os efeitos da pandemia poderia ser estendido se uma segunda onda de casos de coronavírus se confirmar no Brasil. A declaração foi mal recebida pelos investidores, uma vez que se trata de um programa muito caro – os gastos acumulado já ultrapassaram a casa dos R$ 200 bilhões.

Sobre a criação de um novo programa de renda, Guedes disse que não haverá populismo e que ele não será criado se não tiver responsabilidade fiscal. “Vamos travar despesas, pagar pela crise. Não vamos deixar dívidas para nossos filhos e netos”, afirmou.

Ele se comprometeu em acelerar o programa de privatizações para derrubar a relação entre a dívida e o PIB e avançar com as reformas. “Esse é o plano A. Tudo o mais são hipóteses”, afirmou.

Recuperação

O ministro da Economia disse ainda que a recuperação da economia neste e no próximo ano está encomendada, mas é preciso tomar medidas para transformar a retomada em um crescimento sustentável para os próximos anos.

Para Guedes, isso passa pela redução do custo Brasil, o que se vier a acontecer recairá na industrialização da economia, como ocorre no setor agropecuário, que não é mais um mero exportador de commodities, como também de produtos processados.

Ele disse ainda que a taxa de juros baixa e o câmbio alto está trazendo de volta dos investimentos, permitindo a saída da recessão. Sobre o patamar do câmbio, Guedes afirmou que ele vai descer quando o Brasil tiver sucesso suficiente para atrair mais investimentos externos.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 333 milhões em JCP do 4T20

Dessa forma serão pagos no dia 30 de dezembro e terão como base a posição acionária do dia 11 de dezembro de 2020

seu dinheiro na sua noite

Maradona e o rali da bolsa

O baixinho Maradona passa por dois marcadores, toca para o companheiro e depois corre para disputar a bola na área. Ele dá um salto e, de alguma forma, consegue subir mais que o goleiro inglês Peter Shilton para empurrar (literalmente) a bola para as redes. O lance do antológico gol de mão do craque argentino […]

fechamento dos mercados

Ibovespa desacelera com queda de Petrobras, mas fecha acima de 110 mil com Itaú e Vale e sobe 4% na semana

Bolsas americanas fecham para cima, renovando máximas históricas, em sessão mais curta; por aqui, ações de Petrobras reduziram alta perto do fim da sessão, eventualmente virando e fechando em queda, tirando índice acionário local da proximidade do pico intradiário

Urgente

Guilherme Boulos é diagnosticado com Covid-19

As agendas de campanha foram todas suspensas, e a coordenação da campanha vai propor à TV Globo que o último debate, previsto para hoje, seja feito de forma virtual.

Novidade no mercado

CMN: corretora de título e valor mobiliários pode prestar serviço de pagamento

Com isso, as SCTVM e SDTVM deverão optar entre a manutenção das atuais contas de registro ou a utilização de contas de pagamento.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies