Menu
2020-03-31T12:46:24-03:00
Estadão Conteúdo
incerteza global

FMI diz estar preocupado com impacto da desaceleração global sobre emergentes

Diretora-gerente do FMI afirmou que as projeções do Fundo para uma recuperação no próximo ano dependem de como será gerenciada a operação para conter o vírus e reduzir o nível de incerteza

31 de março de 2020
12:46
crise recessão mundo
Imagem: Shutterstock

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse estar "particularmente preocupada" com o efeito negativo para o crescimento dos países emergentes e de renda mais baixa da pandemia de coronavírus. Em declarações durante teleconferência com ministros das Finanças do G-20, ela elogiou as "medidas decisivas" tomadas por muitas nações para proteger as pessoas e a economia da covid-19, que levaram a uma menor volatilidade nos principais mercados financeiros nos últimos dias.

A diretora-gerente do FMI afirmou que as projeções do Fundo para uma recuperação no próximo ano dependem de como será gerenciada a operação para conter o vírus e reduzir o nível de incerteza. "Portanto, nós apoiamos o ambicioso plano de ação do G-20 para fortalecer a capacidade dos sistemas de saúde para lidar com a epidemia; para estabilizar a economia global com medidas no momento certo, direcionadas e coordenadas; e para abrir caminho rumo à recuperação."

As declarações foram divulgadas pelo próprio FMI em comunicado nesta terça. Georgieva disse que o Fundo fará sua parte, citando que há um mandato forte do comitê financeiro sobre reformas para "fortalecer nossa resposta a crises", com iniciativas como permitir o acesso a instrumentos de empréstimo emergencial, já solicitados por cerca de 85 países; construir capacidade para servir aos membros mais pobres; e ajudar países com problemas para conseguir moeda estrangeira, inclusive possivelmente com uma linha de liquidez de curto prazo.

A diretora-gerente também comentou que os Estados Unidos aprovaram recentemente que se dobrassem os Novos Arranjos para Empréstimos e que o comitê executivo aprovou ontem uma nova rodada de empréstimos bilaterais para garantir a capacidade de empréstimo de US$ 1 trilhão do FMI.

Além disso, Georgieva falou sobre a questão da dívida dos países mais pobres. Segundo ela, foi aprovada uma reforma no Fundo para permitir que essas nações invistam na resposta à crise, em vez de fazer pagamentos devidos ao fundo.

A autoridade ainda agradeceu aos membros do G-20 pelo compromisso de apoio financeiro a esses países. "E eu apoio que o G-20 trabalhe com urgência para relaxar mais o peso da dívida sobre nossos membros mais pobres", defendeu.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

INVESTIMENTOS

ETF de criptomoedas: conheça o HASH11, a oportunidade de comprar bitcoin e outras 5 criptos na bolsa com um clique

Com esse fundo, é possível ter exposição a criptoativos de maneira simples, segura e regulada. Em entrevista ao podcast RadioCash, executivos da gestora brasileira Hashdex explicam quais os riscos e oportunidades do ETF e desse criptomercado, confira:

Na CCJ da Câmara

Reforma administrativa é bastante moderada e foi fruto de muita conversa, diz Guedes

Depois de muito tempo engavetada, a proposta de reforma administrativa foi enviada ao Congresso no começo de setembro do ano passado e não tem impacto na estabilidade e nos salários dos atuais funcionários públicos

Resultados do trimestre

A guerra dos bancões: qual deles performou melhor?

Comentar resultados de bancos nunca foi tarefa fácil. Seus grandes números exigem uma análise que contemple tudo o que foi divulgado para um resultado verossímil, considerando ainda seu tamanho e receita. Analisar um ano de valores de uma instituição financeira de maneira que eles façam sentido para o mercado exige profundidade. Por isso, hoje a […]

Exile on Wall Street

5 pontos para entender e superar a economia americana na era Biden

Não sei bem a razão. O Dia das Mães sempre me leva a Winnicott e sua prescrição por uma “good enough mother”. As mães, claro, deveriam ser boas aos filhos. Mas apenas suficientemente boas. Se se tornam mães edípicas, excessivamente protetoras e presentes, estragam a prole. A virtude está no meio.   Depois de duas depressões, […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies