Menu
2020-06-01T11:37:39-03:00
Estadão Conteúdo
PANDEMIA E INCERTEZAS

Demanda por crédito tem queda recorde de 25,7% em abril, diz Serasa Experian

Na comparação anual, foi o terceiro mês consecutivo de baixa na procura por crédito.

1 de junho de 2020
11:37
Coronavirus Budget
Imagem: Shutterstock

Em meio a um quadro de perda de confiança, emprego e renda, somado à paralisação do comércio de produtos considerados não essenciais, a procura dos brasileiros por crédito teve em abril o maior tombo em 12 anos de estatísticas da Serasa Experian. O indicador de demanda por financiamentos recuou 25,7% em abril na comparação com o mesmo mês de 2019, na queda mais acentuada da série histórica iniciada em janeiro de 2008 pela empresa que fornece informações para análises de crédito.

 Na comparação anual, foi o terceiro mês consecutivo de baixa na procura por crédito. Em relação a março, a retração em abril foi de 13,5%.

 A avaliação da Serasa é de que os consumidores, em razão do ambiente de incertezas e perda de renda, estão menos propensos a tomar crédito, sobretudo na camada dos brasileiros com renda mensal inferior a R$ 500, onde a redução da demanda foi de 27,5%.

 De acordo com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, o consumidor passou a priorizar gastos de primeira necessidade, geralmente feitos à vista ou com crédito pré-aprovado, em detrimento de financiamentos de médio e longo prazos para a aquisição de bens como carros ou imóveis.

 "As pessoas que não possuem uma reserva financeira e dependem de sua renda mensal para sobreviver estão menos dispostas a adquirir despesas futuras, pois não têm segurança para arcar com grandes compromissos financeiros", comenta Rabi.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Mercado de capitais

Caixa terá “foco total” no IPO de cinco subsidiárias na B3, incluindo o banco digital

Banco público quer levar para a bolsa as unidades de seguros, cartões, fundos, loterias e o recém criado banco digital, segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães

Prévias

XP Inc. atinge R$ 660 bilhões em ativos sob custódia e 2,8 milhões de clientes em 2020

Ativos sob custódia cresceram 61% em relação a 2019, com captação líquida de R$ 198 milhões e valorização de mercado de R$ 53 milhões

Exile on Wall Street

Vendo Monza 2.0, única dona

Era descolado ter um Monza quando ele chegou ao Brasil. Mas seria ridículo ter um Monza ainda hoje. E tudo bem. O Monza continua com sua marca na história do mercado automobilístico brasileiro.

PODCAST TELA AZUL

Tela Azul #16: A profissão do Futuro e o que procuramos para investir numa empresa de educação

Na edição desta semana do Tela Azul, recebemos o Felipe Paiva, fundador da Let’s Code.

Mercados hoje

Falas de Guedes e Bolsonaro empolgam e bolsa sobe forte; dólar recua 2%

Em evento do Credit Suisse, Bolsonaro e Guedes reafirmaram o compromisso com o andamento das reformas e das privatizações, o que apaga a perspectiva negativa com a saída de Wilson Ferreira Junior da Eletrobras.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies