Menu
2020-03-16T11:43:17-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Nancy Bellei

‘Cabe às autoridades dar o exemplo’, diz professora da Unifesp

Bolsonaro deveria dar o exemplo ‘de se resguardar’ em meio a um momento de esforço máximo de contenção, diz Nancy Bellei, especialista em infectologia

16 de março de 2020
11:43
Jair Bolsonaro
Imagem: Carolina Antunes/PR

Nancy Bellei, professora de infectologia da Unifesp e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, falou ao jornal O Estado de S. Paulo a respeito da pandemia do novo coronavírus. Mais em específico, sobre a participação do presidente Jair Bolsonaro, que tinha de estar isolado realizar testes para o vírus, em manifestações em Brasília, no domingo, 15.

Quais são os riscos de uma pessoa que deveria estar em isolamento ter esse contato com os manifestantes?

Não estou por dentro dos exames dele, mas se ele é um contato próximo de um caso confirmado, neste momento que estamos em um esforço máximo de contenção do vírus para evitar uma situação pior, acho que, em primeiro lugar, como autoridade do País, seria importante ele dar esse exemplo de se resguardar. O ideal seria ele se manter em quarentena. Tivemos reunião em Brasília, mais de 50 especialistas, e chegamos num consenso de que nesse momento a gente deveria endurecer a vigilância e que os contatos domiciliares de pessoas positivas e de viajantes internacionais deveriam fazer um isolamento voluntário. O segundo ponto é que eu acho que nós temos que ser os primeiros que dão exemplo para a população. Se a gente não dá exemplo, fica muito difícil explicar uma determinada situação.

Fica difícil para a população acreditar na seriedade da crise?

Sim, fica difícil para a população aderir, achar que é sério, achar que tem importância. E nesse momento, em vários Estados, nós estamos pedindo um preço altíssimo para crianças da rede pública que vão ficar sem aula. Os pais vão ter que se virar para trabalhar, há um impacto econômico, crianças se alimentam na escola, crianças têm vulnerabilidade social. Nesse contexto, todos nós temos que manter a coerência. Cabe a nós, pessoas públicas, profissionais da saúde, pessoas de agências, dar o exemplo de coerência.

Então mesmo que ele não estivesse classificado como caso suspeito, seria problemática essa atitude pelo mau exemplo?

É, as crianças vão ficar sem aula, os pais vão ter que se virar e alguns em manifestação? Quer dizer: uns pagam o preço e outros mantêm todas as atividades?

Quanto às pessoas que tiveram contato com ele, tem risco de transmissão caso ele esteja contaminado?

A gente ainda não sabe para o coronavírus o potencial de transmissibilidade de uma pessoa sem sintomas. Agora, tudo que a gente não sabe, a gente deve prevenir e não esperar a experiência demonstrar. Se essa transmissão for possível como é possível para influenza (gripe), eu não preciso nem tossir nem espirrar. Se eu estiver do lado de uma pessoa com influenza e falar, eu transmito para ela. Se isso for possível também para coronavírus, ele pode transmitir. Então não é uma atitude de bom senso.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

em meio à crise

GPA tem alta de 150% no lucro, com melhora operacional no Brasil

Cifra atingiu R$ 386 milhões; Assaí apresentou faturamento de R$ 10,1 bilhões, incremento de R$ 2,5 bilhões contra o ano anterior

Números fortes

Vale tem lucro líquido de US$ 2,9 bilhões no 3º tri, alta de 76% na comparação anual

Lucro líquido cresceu quase 76% em relação ao terceiro trimestre do ano passado; Ebitda ajustado chegou a mais de US$ 6 bilhões

Análise

O mercado trucou, e o Banco Central mandou descer ao bancar juro baixo

Emparedado pelo repique da inflação e pelo aumento do risco fiscal, o BC foi inflexível e sustentou o “forward guidance”, a sinalização de que a Selic permanecerá baixa por um longo período

Acelerou

Bolsonaro assina sanção da lei que prorroga incentivos para setor automotivo

A sanção do projeto, assinada por Bolsonaro, deve ser publicada até esta quinta-feira, 29, no Diário Oficial da União (DOU).

o pior já passou?

Petrobras tem prejuízo de R$ 1,5 bilhão no terceiro trimestre, com adesão a anistias tributárias

Analistas esperavam prejuízo de R$ 4,15 bilhões; após baixa com a pandemia, estatal aumentou a participação de mercado e manteve um patamar alto de exportações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies