Menu
2020-08-07T07:48:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
boletim

Brasil chega a 98,6 mil mortes por covid-19, diz consórcio

Total de casos confirmados atingiu 2.917.562. Em 24 horas, foram 1.226 mortes pela covid-19 e 54.801 novos casos, segundo grupo de veículos

7 de agosto de 2020
7:46 - atualizado às 7:48
coronavírus
Rio de Janeiro, 11 de novembro de 2020. ONG Rio de Paz promove um manifesto na praia de Copacabana em memória às vitimas da covid-19 no país. - Imagem: Shutterstock

O Brasil chegou a 98.644 mortes por covid-19 na noite desta quinta-feira (6), segundo o levantamento do consórcio de veículos de imprensa formado por G1, Folha, Estadão, O Globo, UOL e Extra.

O total de casos confirmados atingiu 2.917.562. Em 24 horas, foram 1.226 mortes pela covid-19 e 54.801 novos casos. De acordo com as publicações, a média móvel de casos foi de 43.396 por dia e o número de mortes de 1.038 por dia.

Segundo o parâmetro da média móvel, há aumento de número de mortes no Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Rio Grande do Norte.

O Brasil é o segundo no ranking mundial no número de mortes e casos de covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos. O país passa hoje por uma reabertura gradual da economia.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

FALTA DE PATRIOTISMO?

O Brasil é mesmo o pior país emergente para se investir?

A Bolsa russa cai 15% no ano, a mexicana 29% e a brasileira cai impressionantes 39%, todos em dólares.

Em 2009

Carlos Bolsonaro comprou imóvel por preço 70% abaixo do fixado pela prefeitura

A prática não é ilegal, mas costuma despertar suspeitas – por possibilitar, em tese, pagamentos “por fora”, sem registros oficiais.

Em expansão

E-commerce, mercado financeiro e delivery puxam contratações de executivos

Segundo dados do LinkedIn, houve 1.269 movimentações para cargos executivos entre março e agosto, 80% delas foram para esses setores.

Judiciário

Celso de Mello antecipa saída e acelera sucessão no STF

Com saída, abre-se a primeira vaga para indicação do presidente Jair Bolsonaro.

Mais lidas

MAIS LIDAS: De bolso cheio para brigar contra todos

Na semana em que o Seu Dinheiro completou dois anos no ar, refleti sobre quanta água rolou em tão pouco tempo. Foram muitos acontecimentos relevantes para os mercados, como eleição presidencial, guerra comercial de China e Estados Unidos, aprovação da Reforma da Previdência e a chegada do coronavírus. A Julia Wiltgen levantou o ranking de […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements