Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-19T13:06:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Mais um BC corta juros

Banco da Inglaterra reduz juro para 0,10% e compra 645 milhões de libras em títulos

Banco da Inglaterra justifica decisão como resposta necessária para apoiar empresas e famílias do Reino Unido, em meio ao choque causado pelo coronavírus

19 de março de 2020
13:06
Bandeira do Reino Unido em frente ao Banco da Inglaterra
Imagem: Shutterstock

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) cortou o seu juro básico em reunião extraordinária nesta quinta-feira, 19, reduzir sua taxa básica de 0,25% para 0,10%.

O banco central do país também aumentou o montante de seu programa de compra de bônus — títulos da dívida externa do país — em 200 bilhões de libras, para um total de 645 bilhões de libras.

O BoE justifica em seu comunicado a decisão como uma resposta necessária para apoiar as empresas e famílias do Reino Unido, em meio aos problemas causados pela paralisação econômica com o coronavírus e as medidas para contê-lo.

O BoE lembra medidas recentes segundo as quais ele, em linha com orientação do Tesouro britânico, ajudará a financiar companhias de fora do setor financeiro para auxiliar no pagamento de salários, aluguéis e fornecedores, em meio aos problemas gerados pela doença.

Diante da disseminação do vírus e de evidências relacionadas à economia global e doméstica e nos mercados financeiros, os dirigentes viram como necessária uma reunião extra, nesta quinta. O BoE diz que, nos últimos dias, as condições no mercado de bônus britânicos (gilts) se deterioraram, com investidores em busca de instrumentos de mais curto prazo, que já estão mais próximos de substituir as reservas "altamente líquidas" do banco central. "Como consequência, as condições financeiras no Reino Unido e no mundo ficaram mais apertadas."

Diante disso, os dirigentes decidiram por unanimidade elevar os bônus que o BoE detêm em 200 bilhões de libras, para um total de 645 bilhões de libras, financiados pela emissão de reservas do banco central, além de cortar os juros em 15 pontos-base, a 0,10%. Também houve votação por unanimidade para ampliar o esquema de Instrumento de Financiamento de Operações para Pequenas e Médias Empresas (TFSME, na sigla em inglês), financiado pela emissão de reservas do BC.

A maioria das compras adicionais de bônus será de títulos do governo do Reino Unido, informa o comunicado, e as compras anunciadas nesta quinta serão concluídas assim que sejam operacionalmente possíveis, consistentes com o funcionamento do mercado. O BoE diz ainda que dará mais informações sobre o assunto no momento devido.

Além disso, informa que sua próxima reunião regular será finalizada em 25 de março, com a publicação da ata no dia seguinte. "A ata da reunião especial de hoje será divulgada ao mesmo tempo", diz.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras privatizada vira possibilidade, Itaú revisa projeções para o Brasil e outros destaques

A proximidade do ano eleitoral não aprofunda apenas as discussões sobre o aumento de gastos do governo com medidas assistencialistas, como o Auxílio Brasil e o auxílio aos caminhoneiros, confirmados na semana passada após uma manobra no teto de gastos. Com outubro engatando a reta final, restam poucas folhas no calendário de 2021 e oportunidades […]

privatização no radar

Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com rumores sobre privatização

Mais cedo, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras na mira da privatização ajuda Ibovespa a recuperar parte das perdas recentes e bolsa sobe 2%; dólar cai a R$ 5,56

Os investidores começam a semana ainda digerindo a confirmação do rompimento do teto de gastos, mas como a situação deixou de ser especulativa, abriu espaço para uma recuperação puxada pela Petrobras

FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

Vídeo

All time high do Bitcoin: como fica o mercado de criptos com a principal moeda em alta?

Analista de criptomercado comenta sobre a situação atual desse cenário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies